Guatemala recebe quatro navios para interceptar o narcotráfico

Guatemala recebe quatro navios para interceptar o narcotráfico

Por Julieta Pelcastre/Diálogo
abril 30, 2021

O governo dos Estados Unidos, através de Operações Aéreas e Marítimas do Escritório de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA (CBP, em inglês) e do Departamento de Assuntos Internacionais contra o Narcotráfico e Aplicação da Lei do Departamento de Estado, doou quatro navios interceptores Midnight Express ao Comando da Força Especial Naval da Guatemala, informou o CBP no dia 9 de abril de 2021.

As forças de ordem guatemaltecas apreenderam, entre os dias 1º de janeiro e 7 de abril de 2021, cerca de 650 kg de cocaína, 97 veículos, quatro aeronaves e uma embarcação, em uma série de operações antinarcóticos. (Foto: Ministério de Governo da Guatemala)

As embarcações, de 39 pés de comprimento e 60 nós de velocidade (111 quilômetros por hora), foram transferidas no dia 9 de abril de 2021 para a Marinha da Defesa Nacional guatemalteca no Porto San José, município de Escuintla, reforçando assim suas capacidades navais para interceptar o tráfico de drogas, acrescentou o CBP.

“Tenham a certeza de que serão utilizadas […] para interditar entorpecentes nos espaços marítimos nacionais”, agradeceu aos EUA o General de Brigada Juan Carlos Alemán Soto, ministro da Defesa Nacional da Guatemala, durante a cerimônia de entrega. “Dessa forma, continuaremos cooperando com os senhores, com seus agentes, para vencermos esse flagelo que [ameaça] nossas nações.”

Na mesma cerimônia, o embaixador dos EUA na Guatemala, William W. Popp, garantiu que “apoiamos a resolução da Guatemala de não ceder um metro sequer das fronteiras marítimas para as atividades do narcotráfico, e podem contar com o apoio dos EUA […] para isso. Essas embarcações representam o início de um novo capítulo da luta compartilhada contra o narcotráfico”.

 

Apoiamos a resolução da Guatemala de não ceder um metro sequer das fronteiras marítimas para as atividades do narcotráfico, e podem contar com o apoio dos EUA […] para isso. Essas embarcações representam o início de um novo capítulo da luta compartilhada contra o narcotráfico”, embaixador dos EUA na Guatemala, William W. Popp.

 

Esforços de interdição

O Relatório de Estratégias de Controle Internacional de Narcóticos do Departamento de Estado dos EUA, publicado em março de 2021, informa que os esforços de interdição marítima guatemaltecos empurraram as organizações narcotraficantes para fora do mar, provocando o aumento do narcotráfico aéreo. A Força Especial Naval, no entanto, continua sendo um fator dissuasivo eficaz contra o narcotráfico no transporte marítimo, diz o relatório.

Entre 1º de janeiro e 7 de abril de 2021, as forças de ordem guatemaltecas atingiram as estruturas do narcotráfico com a apreensão de 643 quilos de cocaína, 97 veículos, quatro aeronaves, uma embarcação, 136 armas de fogo e a destruição de dois laboratórios clandestinos para a fabricação de cocaína. Além disso, erradicaram mais de 1,5 milhão de plantas de maconha, 711.000 plantas de coca e 176.000 plantas de papoula, informou à imprensa o Ministério de Governo da Guatemala, no dia 8 de abril.

Share