O SOUTHCOM e líderes de defesa sul-americanos se reúnem virtualmente para discutir parceria durante a pandemia

O SOUTHCOM e líderes de defesa sul-americanos se reúnem virtualmente para discutir parceria durante a pandemia

Por Relações Públicas do Comando Sul dos EUA/editado pela equipe da Diálogo
agosto 31, 2020

O Comando Sul dos EUA (SOUTHCOM) recebeu líderes de defesa da América do Sul, no dia 27 de agosto, durante a primeira edição virtual da Conferência de Defesa Sul-Americana (SOUTHDEC, em inglês), com foco no fortalecimento das parcerias de defesa em um ambiente de pandemia.

O SOUTHCOM convidou para a conferência anual chefes de Defesa da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname e Uruguai, bem como líderes do Canadá, Espanha, Guiana Francesa e Reino Unido.

O Almirante de Esquadra da Marinha dos EUA Craig S. Faller, comandante do SOUTHCOM, presidiu o fórum. Ele contou com a presença de líderes dos EUA e especialistas em segurança do Departamento de Defesa, Departamento de Estado, Departamento de Segurança Interna e do Centro de Estudos Hemisféricos de Defesa William J. Perry.

O SOUTHCOM patrocina essa conferência regional anual para possibilitar um diálogo aberto e franco entre os principais líderes militares da região. Os líderes compartilham ideias, perspectivas, expertise e experiências de cooperação em segurança, em sua busca para melhorar sua compreensão coletiva das ameaças e desafios à segurança regional.

Este ano, os participantes da SOUTHDEC discutiram a respeito do seu apoio à atual resposta da região à pandemia e às operações de manutenção da ordem pública contra as organizações criminosas transnacionais.

Desde março, o SOUTHCOM vem trabalhando com as nações parceiras na América do Sul, América Central e Caribe para apoiar sua resposta à COVID-19 e seus esforços para mitigar a pandemia. Através do seu Programa de Assistência Humanitária, o comando já adquiriu e doou suprimentos, equipamentos e outros recursos vitais, para apoiar os esforços de 28 nações.

“… nós estendemos nossa mão duradoura de amizade… com doações para assistência humanitária, que no momento totalizam cerca de US$ 17 milhões, através de 300 projetos de ajuda aos amigos necessitados”, disse o Alte Esq Faller.

Em abril, a Casa Branca anunciou o início das operações avançadas antinarcóticos lideradas pelo SOUTHCOM para reduzir as capacidades das organizações narcotraficantes, salvar vidas e apoiar diretamente sua Estratégia Nacional de Controle de Drogas. Até o momento, as operações avançadas com apoio internacional, junto com a Operação Orión V, da Colômbia, ajudaram as autoridades de manutenção da ordem pública a destruir ou confiscar mais de 154 toneladas de cocaína e mais de 18 toneladas de maconha, um prejuízo de mais de US$ 4 bilhões para as organizações criminosas transnacionais.

Share