Liderança do AFSOUTH reconhece apoio essencial dos pilotos da Inteligência de Beale

Liderança do AFSOUTH reconhece apoio essencial dos pilotos da Inteligência de Beale

Por Relatório da equipe de Relações Públicas da 9ª Ala de Reconhecimento da Força Aérea dos EUA
abril 08, 2021

O comandante e o chefe de Comando da 12ª Força Aérea/Forças Aéreas do Sul (AFSOUTH) visitaram recentemente a Base da Força Aérea de Beale, em Recce Town, Califórnia, para se reunirem com os pilotos de inteligência e discutir o apoio essencial dado ao hemisfério sul pela Estação Terrestre Distribuída-2 (DGS-2, em inglês), localizada naquele lugar.

O Brigadeiro Barry Cornish, comandante da AFSOUTH, e seu chefe de Comando, o Suboficial James Clark, visitaram a base no final de fevereiro e conversaram com pilotos de Inteligência sobre o importante papel que seus esforços no 548º Grupo de Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (548º ISRG, em inglês) desempenharam em sua área de responsabilidade.

“A transformação da DGS de uma abordagem centrada na plataforma em uma abordagem centrada no problema tem sido um agente de mudança”, disse o Brig Cornish. “É permitido que os analistas concentrem recursos preciosos em nossas principais linhas de esforço e desenvolvam todo tipo de produtos de origem que não só apoiem nosso plano de campanha, mas que também sejam publicados para uma comunidade de inteligência mais ampla.”

De acordo com o Coronel da Força Aérea dos EUA Andrew Souza, comandante do 548º ISRG, seus pilotos de Inteligência fornecem produtos analíticos em apoio aos esforços da AFSOUTH para combater as ameaças da Estratégia de Defesa Nacional no hemisfério sul.

Os pilotos da DGS-2 em Beale, junto com o 548º Destacamento ISRG da Base da Força Aérea Davis-Monthan, em Arizona, têm incrementado o apoio da DGS à AFSOUTH e ao 612º Centro de Operações Aéreas há mais de um ano.

“Nossos dedicados pilotos estão totalmente imbuídos no apoio direto aos requisitos prioritários de inteligência do comando”, declarou o Cel Souza. “Os pilotos de diversas inteligências [Códigos de Especialidades da Força Aérea] vasculham todas as fontes de informação disponíveis e coordenam com a comunidade de inteligência mais ampla para fornecer relatórios oportunos, permitindo a tomada de decisões dos líderes seniores.”

Durante a estada em Beale, a liderança da AFSOUTH também se reuniu com membros da 9ª Ala de Reconhecimento no Centro de Controle de Missão Comum (CMCC, em inglês) e também com os grupos da missão U-2. Tanto a comunidade do CMCC quanto a do U-2 oferecem capacidades para fortalecer e permitir os processos de tomada de decisões dos comandantes combatentes e líderes em todo o mundo.

“Os esforços desses pilotos de Beale, tanto das comunidades de inteligência como de reconhecimento, nos ajudam a continuar avançando nas linhas de esforços mais amplas do Comando Sul dos EUA”, disse o Brig Cornish. “São as habilidades desses companheiros de equipe que ajudam os Estados Unidos a aprofundar a interoperabilidade, aprimorar a capacidade e aumentar o intercâmbio de inteligência e informação junto a nossos aliados e parceiros, ajudando-nos, em última instância, a ter uma melhor compreensão das ameaças existentes em todos os domínios.”

Share