KC-390 realiza lançamento de paraquedistas em treinamento com aeronaves C-17 e C-130 da Força Aérea dos EUA

KC-390 realiza lançamento de paraquedistas em treinamento com aeronaves C-17 e C-130 da Força Aérea dos EUA

Por Força Aérea Brasileira
fevereiro 16, 2021

O avião multimissão KC-390 realizou, na madrugada do dia 2 de fevereiro de 2021, o lançamento de paraquedistas em voos, em conjunto com as aeronaves C-17 e C-130 da Força Aérea dos EUA, durante a Operação Culminating, em Alexandria, Louisiana. A missão foi um marco no projeto de desenvolvimento do KC-390, pois a aeronave teve a oportunidade de operar, cumprindo todos os objetivos traçados, com aviões militares de transporte já consagrados e empregados em cenários de combate ao redor do mundo.

“Era um sonho imaginar que um produto da indústria aeronáutica nacional, fruto de décadas de desenvolvimento, poderia atuar lado a lado, em pé de igualdade, com aeronaves historicamente consagradas. Acabamos de provar que alcançamos, sim, esse tão desejado nível de maturidade técnica e operacional”, ressaltou o oficial de Operações do 1° Grupo de Transporte de Tropa (1° GTT), Tenente-Coronel Aviador da Força Aérea Brasileira (FAB) Daniel Silva Fortes.

O KC-390 integrou um voo de pacote, que é quando aeronaves decolam em um curto espaço de tempo para cumprir ações de força aérea complementares, visando um objetivo comum. Nesse caso, a meta foi realizar o lançamento de paraquedistas para conquistar uma posição por meio aéreo.

Cerca de 120 paraquedistas do Exército Brasileiro (EB), que participam do exercício em conjunto com o Exército dos EUA, foram lançados do KC-390 na zona de lançamento do Centro de Treinamento de Prontidão Conjunta, unidade do Exército dos EUA especializada em receber esse tipo de treinamento conjunto.

De acordo com o coordenador da missão, Major Aviador da FAB Daniel Elias Souza, a coordenação teve uma complexidade maior, porque as diversas aeronaves que integravam o voo de pacote partiram de localidades diferentes e se encontraram em um ponto comum. “Dentro desse desafio, nós percebemos que nosso planejamento foi adequado às metas que tínhamos e conseguimos atingir todas elas”, ressaltou.

Além do KC-390, participaram dos voos nove aeronaves C-17 e quatro aeronaves C-130, todas da Força Aérea dos EUA. Foram lançados cerca de 1.600 paraquedistas, além de 22 plataformas com equipamento pesado. “Nós percebemos que o KC-390 é uma aeronave que está compatível com esse tipo de cenário, assim como a doutrina da FAB”, complementou.

Outra etapa conquistada pelos militares do 1° GTT durante o exercício foi a operacionalidade completa da tripulação em lançamentos de paraquedistas. Pela primeira vez, o KC-390 realizou a missão de salto de militares com tripulação operacional 100 por cento composta por militares da Força Aérea.

Em visita ao exercício, o ministro da Defesa do Brasil, Fernando Azevedo e Silva, ressaltou a interoperabilidade das Forças Armadas do Brasil ampliada pela participação conjunta, na Operação Culminating, do KC-390 da FAB e da Brigada Paraquedista do EB.

“É um dia histórico para as Forças Armadas brasileiras nesse exercício inédito, o Culminating, com o lançamento dos paraquedistas da Brigada de Paraquedistas, também utilizando a nova aeronave da FAB: o KC-390”, ressaltou. 

KC-390

O primeiro KC-390 Millennium foi entregue à Força Aérea em setembro de 2019. E, após cerca de um ano e meio operando a aeronave multimissão, a FAB atualmente conta com quatro KC-390 em sua frota, realizando missões fundamentais para o país, como a Operação COVID-19, de apoio no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, e na missão de assistência humanitária à República Libanesa.

A participação do KC-390 em treinamentos como a Operação Culminating é fundamental para o aprimoramento da utilização da aeronave. A capacidade operacional e de atuação do KC-390 é obtida mediante o acúmulo de experiências em exercícios conjuntos, o que também possibilita o desenvolvimento doutrinário para a utilização segura da aeronave.

Share