Estados Unidos doam hospital de campanha com 40 leitos ao SINAE, em Rivera, Uruguai, avaliados em US$ 405.000

Estados Unidos doam hospital de campanha com 40 leitos ao SINAE, em Rivera, Uruguai, avaliados em US$ 405.000

Por Embaixada dos EUA em Montevidéu
fevereiro 16, 2021

Desde o início da pandemia, a Embaixada dos EUA no Uruguai tem trabalhado junto ao governo uruguaio para levar assistência do governo dos EUA às áreas mais necessitadas.

Desde março de 2020, os Estados Unidos se comprometeram a doar bens avaliados em mais de US$ 4,6 milhões ao Uruguai, para responder à COVID-19, sob a forma de materiais e insumos médicos, tecnologia, assistência humanitária e outras ferramentas que possam contribuir para fortalecer seu sistema de saúde e atender os mais vulneráveis em situações de emergência.

No início de fevereiro, como parte dessas doações, chegou dos EUA ao estado de Rivera o primeiro de três hospitais de campanha desmontáveis que serão doados pelo governo dos EUA ao Sistema Nacional de Emergências (SINAE), no âmbito do Programa de Assistência Humanitária do Comando Sul dos EUA, sob o Departamento de Defesa dos EUA.

Esse hospital de campanha inclui quatro grandes barracas modulares que se conectam a uma central e podem ser montadas em diferentes configurações. O hospital tem gerador de energia elétrica e sistema de calefação e renovação de ar. Além disso, estará equipado com 40 leitos portáteis de aço inoxidável, lavanderia e banheiros químicos, para poder atender 40 pacientes. Essa doação foi coordenada pelo Gabinete de Cooperação de Defesa da Embaixada dos EUA e tem valor de US$ 405.000, incluindo todo o equipamento hospitalar.

Ao todo, serão doados três hospitais, que fazem parte do compromisso do governo dos EUA de ajudar o governo do Uruguai em sua luta contra a pandemia da COVID-19. Os outros dois hospitais têm o mesmo número de leitos, mas serão mais completos, com chuveiros, banheiros e pisos rígidos, entre outras coisas. Cada hospital equipado custará US$ 1 milhão (serão ao todo US$ 2 milhões) e chegarão ao Uruguai em abril.

Uma opção que está sendo considerada para o hospital de campanha é que a Cruz Vermelha Uruguaia, organização com a qual a Embaixada dos EUA cooperou no âmbito da pandemia, administre a unidade como centro de contingência para as pessoas que chegam ao país e aguardam resultados. Em 2020, a Cruz Vermelha Uruguaia, através da Federação Internacional da Cruz Vermelha, vem administrando os recursos de US$ 500.000 doados pela embaixada, através da Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional, para enfrentar a crise da COVID-19 no Uruguai.

Share