Reserva do Exército dos EUA e Ministério da Saúde fazem parceria para levar assistência médica a Cortés, Honduras

Reserva do Exército dos EUA e Ministério da Saúde fazem parceria para levar assistência médica a Cortés, Honduras

Por Maria Pinel / Força-Tarefa Conjunta Bravo
dezembro 19, 2019

Vinte e dois militares dos EUA lotados na Força-Tarefa Conjunta Bravo (JTF-Bravo, em inglês) trabalharam junto com militares hondurenhos e organizações humanitárias para realizar um exercício de treinamento de prontidão médica no estado de Cortés, Honduras, entre os dias 5 e 7 de novembro de 2019, atendendo mais de 800 pacientes.

O exercício, que envolveu mais de 70 participantes dos EUA e de Honduras prestando assistência médica essencial à população local, também proporcionou uma oportunidade para os oficiais hondurenhos e norte-americanos de se engajarem no esforço combinado para aumentar a cooperação na região.

“O trabalho que nossos profissionais médicos vêm realizando junto a nossos parceiros hondurenhos tem um impacto significativo”, disse o Tenente-Coronel da Força Aérea dos EUA Woody Caulder, subcomandante da JTF-Bravo. “Temos a honra de estar na comunidade cuidando da população local com os oficiais médicos hondurenhos, pois o compromisso dos EUA de promover a segurança e a prosperidade continua com nossos parceiros de Honduras.”

Durante o exercício, realizado em vários dias, os pacientes locais receberam assistência em medicina geral, saúde preventiva e serviços odontológicos e farmacêuticos do pessoal médico da JTF-Bravo e dos profissionais locais. A parceria com o Ministério da Saúde hondurenho, envolvendo médicos locais no exercício, fazem com que o impacto transcenda o último dia do evento, garantindo aos cidadãos locais que poderão se beneficiar com a continuação do atendimento em suas comunidades.

Houve ainda a participação da Cruz Vermelha Hondurenha e de membros da Força Naval de Honduras, que prestaram assistência de segurança e serviços de tradução entre os pacientes e os militares dos EUA.

A Dra. Dinorah Nolasco, diretora de saúde regional do estado de Cortés, disse que a missão médica conjunta é uma grande fonte de apoio que ajuda o gabinete regional a compensar alguns dos desafios de saúde presentes na região, incluindo o combate às altas incidências de dengue e a importância das medidas de saúde preventivas.

“Temos mantido um relacionamento com a Força-Tarefa porque estamos planejando diferentes atividades na cidade de Choloma e eles também ofereceram assistência no Hospital Catarino. Espero que vocês possam continuar nos apoiando, especialmente em medicina preventiva”, disse Nolasco. “Eu agradeço o apoio que vocês nos têm dado e a colaboração de todas as instituições presentes, o que é uma grande ajuda para nós. Agradecemos em nome do estado de Cortés e esperamos poder continuar contando com o seu apoio.”

Os engajamentos médicos também beneficiaram a prontidão geral dos participantes ao permitir que eles operassem em localidades remotas, com habilidades essenciais para que estejam preparados para ajudar em casos de desastres ou operações de assistência humanitária tão logo sejam avisados.

“Não tivemos apenas a oportunidade de criar parcerias e fortalecer as comunidades vizinhas ao prestarmos assistência junto a nossos anfitriões hondurenhos, mas os participantes também desenvolveram habilidades e competências valiosas durante o processo”, disse o Ten Cel Caulder.

Share