Paraguai mata líder de grupo narcotraficante

Por Dialogo
janeiro 09, 2015



Agentes da Força-Tarefa Conjunta (FTC) do Paraguai mataram recentemente Albino Jara Larrea, fundador e líder de um grupo narcotraficante conhecido como Associação Armada Campesina (ACA), durante um tiroteio em uma área rural a leste da cidade de Conceição, no norte do país.

Efetivos da FTC estavam realizando uma operação na noite de 5 de janeiro, quando se envolveram em um tiroteio com cerca de seis membros da ACA, que resultou na morte de Jara Larrea.

Ele estava armado com um fuzil de assalto AK-47 e tinha mais de US$10.000 em guaranis paraguaios, além de vários telefones celulares e cartões de memória. Não se sabe se os outros cinco ou seis membros da ACA que acompanhavam Jara Larrea foram feridos ou mortos no confronto.

A ACA é um grupo dissidente do terrorista Exército do Povo Paraguaio (EPP). Jara Larrea e seu irmão Alfredo deixaram o EPP em 2014 para fundar a organização, que também realizava sequestros por resgate e tráfico de drogas.

Autoridades policiais suspeitam que a ACA já teve cerca de 15 membros, mas suas fileiras diminuíram nos últimos meses, graças aos esforços das forças de segurança. Por exemplo, as forças de segurança mataram cinco agentes da ACA durante um tiroteio em setembro de 2014.

A FTC mantém o foco em derrotar o EPP e a ACA. Ela realiza patrulhas, inspeciona veículos em busca de armas e participa de missões de segurança em áreas onde se acredita que membros do EPP e da ACA estejam escondidos.

Colômbia: Polícia Metropolitana de Bogotá desmantelou 185 gangues criminosas em 2014


A Polícia Metropolitana de Bogotá desmantelou 185 gangues criminosas e apreendeu mais de 7,5 toneladas de narcóticos em 2014.

Foram presos 52.830 suspeitos, uma média de quase 145 pessoas por dia, por vários delitos, como roubo, extorsão, tráfico de drogas, assalto e homicídio.

Agentes hondurenhos fazem grande apreensão de drogas


A Polícia Nacional hondurenha apreendeu 645,5 kg de pasta de cocaína escondidos em peças ocas de madeira dentro de um barco proveniente da Colômbia no final de dezembro. O porta-voz da polícia, Jorge Rodríguez, anunciou a apreensão em 7 de janeiro.

Os policiais encontraram as drogas escondidas dentro de oito contêineres no navio Pinara
, que aportou em Puerto Cortés em 22 de dezembro.

“O caso está sendo investigado intensamente”, disse Rodríguez.

A Polícia Nacional não revelou a quem pertencia a cocaína, que seria enviada a San Pedro Sula, nem se houve prisões.

Honduras é um ponto-chave para o transbordo de narcóticos da América do Sul. Cerca de 90% da cocaína que chega aos Estados Unidos vem através do México e da América Central, de acordo com o Conselho Internacional de Controle de Narcóticos das Nações Unidas.

Consequentemente, os traficantes começaram a produzir cocaína em Honduras. Desde 2009, a polícia hondurenha destruiu pelo menos três laboratórios de cocaína.


Agentes da Força-Tarefa Conjunta (FTC) do Paraguai mataram recentemente Albino Jara Larrea, fundador e líder de um grupo narcotraficante conhecido como Associação Armada Campesina (ACA), durante um tiroteio em uma área rural a leste da cidade de Conceição, no norte do país.

Efetivos da FTC estavam realizando uma operação na noite de 5 de janeiro, quando se envolveram em um tiroteio com cerca de seis membros da ACA, que resultou na morte de Jara Larrea.

Ele estava armado com um fuzil de assalto AK-47 e tinha mais de US$10.000 em guaranis paraguaios, além de vários telefones celulares e cartões de memória. Não se sabe se os outros cinco ou seis membros da ACA que acompanhavam Jara Larrea foram feridos ou mortos no confronto.

A ACA é um grupo dissidente do terrorista Exército do Povo Paraguaio (EPP). Jara Larrea e seu irmão Alfredo deixaram o EPP em 2014 para fundar a organização, que também realizava sequestros por resgate e tráfico de drogas.

Autoridades policiais suspeitam que a ACA já teve cerca de 15 membros, mas suas fileiras diminuíram nos últimos meses, graças aos esforços das forças de segurança. Por exemplo, as forças de segurança mataram cinco agentes da ACA durante um tiroteio em setembro de 2014.

A FTC mantém o foco em derrotar o EPP e a ACA. Ela realiza patrulhas, inspeciona veículos em busca de armas e participa de missões de segurança em áreas onde se acredita que membros do EPP e da ACA estejam escondidos.

Colômbia: Polícia Metropolitana de Bogotá desmantelou 185 gangues criminosas em 2014


A Polícia Metropolitana de Bogotá desmantelou 185 gangues criminosas e apreendeu mais de 7,5 toneladas de narcóticos em 2014.

Foram presos 52.830 suspeitos, uma média de quase 145 pessoas por dia, por vários delitos, como roubo, extorsão, tráfico de drogas, assalto e homicídio.

Agentes hondurenhos fazem grande apreensão de drogas


A Polícia Nacional hondurenha apreendeu 645,5 kg de pasta de cocaína escondidos em peças ocas de madeira dentro de um barco proveniente da Colômbia no final de dezembro. O porta-voz da polícia, Jorge Rodríguez, anunciou a apreensão em 7 de janeiro.

Os policiais encontraram as drogas escondidas dentro de oito contêineres no navio Pinara
, que aportou em Puerto Cortés em 22 de dezembro.

“O caso está sendo investigado intensamente”, disse Rodríguez.

A Polícia Nacional não revelou a quem pertencia a cocaína, que seria enviada a San Pedro Sula, nem se houve prisões.

Honduras é um ponto-chave para o transbordo de narcóticos da América do Sul. Cerca de 90% da cocaína que chega aos Estados Unidos vem através do México e da América Central, de acordo com o Conselho Internacional de Controle de Narcóticos das Nações Unidas.

Consequentemente, os traficantes começaram a produzir cocaína em Honduras. Desde 2009, a polícia hondurenha destruiu pelo menos três laboratórios de cocaína.
TREINAMENTO DURO OPERACIONALIDADE FÁCIL
Share