O navio USS James E. Williams e a Guarda Costeira da Jamaica treinam no Caribe

O navio USS James E. Williams e a Guarda Costeira da Jamaica treinam no Caribe

Por Forças Navais do Comando Sul dos EUA/4ª Frota dos EUA
março 01, 2021

O destroier de mísseis guiados classe Arleigh Burke USS James E. Williams (DDG 95) realizou um exercício de passagem (PASSEX, em inglês) com o navio de patrulhamento HMJS Cornwall da Guarda Costeira da Força de Defesa da Jamaica, no Mar do Caribe, no dia 18 de fevereiro de 2021.

O PASSEX ofereceu uma oportunidade para que ambas as marinhas melhorem a interoperabilidade e demonstrem sua capacidade de comunicação, navegação e operação em conjunto no mar.

“É sempre uma experiência gratificante operar e treinar com nossos parceiros regionais”, disse o Capitão de Fragata da Marinha dos EUA Christopher Norris, oficial comandante do USS James E. Williams. “Estou orgulhoso da capacidade de nossa equipe de trabalhar em conjunto e aperfeiçoar nossa prontidão tática e precisão.”

 

“É sempre uma experiência gratificante operar e treinar com nossos parceiros regionais”, disse o Capitão de Fragata da Marinha dos EUA Christopher Norris, oficial comandante do USS James E. Williams. “Estou orgulhoso da capacidade de nossa equipe de trabalhar em conjunto e aperfeiçoar nossa prontidão tática e precisão.”

 

Durante o PASSEX, os navios puderam testar as comunicações e exercitar o comando e o controle marítimos para ajudar a desenvolver maior confiança, compreensão e respeito pelas capacidades uns dos outros. Melhorar a interoperabilidade fortalece a parceria estratégica com a Guarda Costeira da Jamaica.

O USS James E. Williams está destacado na área de operações da 4ª Frota dos EUA em apoio à missão da Força-Tarefa Conjunta Interagencial Sul, que inclui o combate ao tráfico ilícito de drogas no Caribe e no leste do Pacífico.

As Forças Navais do Comando Sul dos EUA/4ª Frota dos EUA apoiam as operações militares conjuntas e combinadas do Comando Sul dos EUA, empregando forças marítimas nas operações cooperativas de segurança marítima para manter o acesso, aumentar a interoperabilidade e criar parcerias duradouras, com a finalidade de fortalecer a segurança regional e promover a paz, a estabilidade e a prosperidade nas regiões do Caribe, América Central e América do Sul.

Share