O Departamento de Defesa anuncia concurso de inteligência artificial para detectar e derrotar a pesca ilegal

O Departamento de Defesa anuncia concurso de inteligência artificial para detectar e derrotar a pesca ilegal

Por David Vergun/DOD News
julho 30, 2021

A Unidade de Inovação de Defesa (DIU, em inglês), do Departamento de Defesa dos EUA, e a Global Fishing Watch (GFW), uma organização sem fins lucrativos que utiliza satélites para oferecer uma visão das atividades globais da pesca, anunciaram no dia 22 de julho de 2021 um novo desafio xView3 para combater a pesca ilegal, não declarada e não regulamentada (INN).

A xView3 é uma competição com um prêmio de US$ 150.000, que foi criada para atrair desenvolvedores capacitados que gostam de um desafio e estejam interessados em explorar métodos inéditos para monitorar dados de radares de abertura sintética com base em satélites, para detectar embarcações “escuras”, que não divulgam publicamente sua localização e não aparecem nos sistemas públicos de monitoramento.

O radar de abertura sintética pode penetrar nas nuvens e na escuridão para revelar a localização e as atividades das embarcações escuras. Os algoritmos de aprendizagem de máquinas vencedores devem ser capazes de detectar automaticamente e caracterizar as embarcações escuras, de acordo com um comunicado de imprensa da DIU.

O Departamento de Defesa dos EUA, a Guarda Costeira dos EUA, aliados, parceiros e organizações sem fins lucrativos estão interessados na rápida detecção das atividades da pesca INN, para mitigar esses danos, disse o Vice-Almirante Scott Buschman, subcomandante de operações da Guarda Costeira dos EUA.

“A pesca INN enfraquece a soberania de uma nação, ameaça sua segurança econômica e enfraquece a ordem baseada em regras globais”, prosseguiu o V Alte Buschman. “Os Estados Unidos podem fornecer liderança mundial para combater a pesca INN, criando parcerias e redes colaborativas e duráveis. Nossos esforços coletivos começam com a conscientização do domínio marítimo.”

O desafio fornecerá aos competidores um dos maiores conjuntos de dados marítimos de acesso aberto que já se obteve a partir dos satélites SAR. A escalabilidade da detecção automatizada de embarcações, combinada com imagens SAR, aumentará enormemente a conscientização situacional das atividades da pesca INN e, como resultado, haverá patrulhamentos e interceptações mais focados dos supostos infratores.

“Nosso objetivo com essa série de desafios é atrair novas ideias para solucionar alguns dos mais importantes problemas de segurança e proteção globais, além de implementar novas soluções operacionais em prática na velocidade da relevância”, disse Michael Brown, diretor da DIU.

O prêmio para esse desafio é oferecido pela DIU e pela GFW e será concedido a participantes dos EUA ou internacionais – individuais ou companhias –, cujos algoritmos tenham melhor desempenho, de acordo com o comunicado de imprensa da DIU.

A pesca INN é uma ameaça à segurança alimentar, à saúde do ecossistema marinho, bem como à estabilidade geopolítica. De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, a pesca INN é responsável por 20 por cento da captura de frutos do mar em todo o mundo, que pode chegar a 50 por cento em algumas áreas.

A DIU e a GFW compartilharão os algoritmos de código aberto, mostrando a visão de ambas as organizações de aproveitar dados de código aberto e de baixo custo para promover a conscientização do domínio marítimo e a colaboração entre governos, organizações sem fins lucrativos e academias, para combater a pesca INN, segundo o comunicado da DIU.

“Precisamos cooperar e comunicar-nos entre as autoridades de imposição da lei e compartilhar informações pertinentes, inclusive com entidades não governamentais que compartilham nossos objetivos e podem ajudar a divulgar informações rapidamente para a nossa rede de parceiros”, disse o V Alte Buschman.

O rastreamento de dados do sistema de identificação automática publicamente disponível – um sistema que evita colisões e que constantemente transmite a localização de uma embarcação no mar – é uma ferramenta cada vez mais valiosa para monitorar as atividades pesqueiras; no entanto, sabe-se que algumas embarcações desligam ou adulteram seus dispositivos de identificação automática, para esconder suas atividades ilícitas, ressaltou o V Alte Buschman.

“Estamos ansiosos por fazer parceria com a Unidade de Inovação de Defesa, com a Global Fishing Watch e com a Guarda Costeira dos EUA na competição xView3, para estar na vanguarda da luta contra a pesca INN”, disse James Landon, diretor do Escritório de Aplicação da Lei da Agência Nacional Oceânica e Atmosférica. “Juntos poderemos alavancar a tecnologia para enfrentar essa questão premente e desenvolver soluções para fortalecer nossas capacidades de detectar embarcações escuras, possibilitando o aperfeiçoamento da interdição e judicialização da pesca INN.”

“Esse concurso é uma grande oportunidade que teremos para avançar a tecnologia de ponta e detectar embarcações escuras”, disse Paul Woods, chefe de inovação da GFW. “Poderemos ajudar a eliminar a pesca ilegal, tornando públicas as melhores soluções e utilizando-as em uma base de dados gratuita e global, permitindo que outros agentes também se beneficiem com essas ferramentas altamente adaptáveis. Quanto mais pessoas puderem utilizar essas ferramentas, mais rapidamente reduziremos o escopo dos maus agentes que operam em nossos oceanos.”

Share