Investigação jornalística revela “labirinto corporativo” de ministro venezuelano da Defensa

Investigação jornalística revela “labirinto corporativo” de ministro venezuelano da Defensa

Por Voz da América (VOA)/Editado pela equipe da Diálogo
maio 07, 2020

De acordo com o Projeto de Denúncia da Corrupção e do Crime Organizado (OCCRP, em inglês), a rede de negócios dos membros da família do General de Exército Vladimir Padrino López, ministro venezuelano da Defesa, inclui 24 empresas nos Estados Unidos e na Venezuela.

“Sua família criou uma rede de empresas privadas e de bens de raiz na Venezuela e nos EUA, avaliada em milhões de dólares”, afirma no relatório esse consórcio de centros de investigação.

Segundo o OCCRP, a rede de negócios dos membros da família do ministro venezuelano, além das 24 empresas nos EUA e na Venezuela, inclui pelo menos 14 propriedades nos EUA. O valor atual dessas propriedades, acrescenta o relatório, é de quase US$ 4,5 milhões.

A investigação mostra que uma das empresas seria a Trâmites Consulares, Inc., localizada em Sunrise, Flórida, que conta com serviços como assistência para a obtenção de passaportes venezuelanos, traduções e solicitações de asilo nos EUA.

A diretora da firma seria a prima do Gen Ex Padrino, Ludmila Padrino Valderrama.

O relatório menciona também a Prinmaplast, C.A., uma companhia de pintura, cuja diretora é a esposa do oficial, Yarazedt Betancourt. A fábrica da empresa, situada na Venezuela, estaria fechada, mas há alguns anos teria tido acesso a dólares preferenciais, através do controle cambial que regeu a nação sul-americana para suas importações.

Em março deste ano, os Estados Unidos apresentaram acusações contra o Gen Ex Padrino e outros funcionários de alto escalão do regime, incluindo Nicolás Maduro, por seus supostos vínculos com o narcotráfico.

“Resta saber se a acusação do dia 26 de março contra o Gen Ex Padrino levantará mais investigações sobre os membros de sua família, seus negócios e propriedades nos EUA”, diz o relatório.

Share