Força Pública da Colômbia confisca cerca de 8 toneladas de drogas em um dia

Força Pública da Colômbia confisca cerca de 8 toneladas de drogas em um dia

Por Myriam Ortega/Diálogo
julho 24, 2020

Apesar da crise de saúde da COVID-19, a Força Pública da Colômbia confiscou cerca de 8 toneladas de drogas em operações realizadas em várias partes do país, no dia 9 de junho. Ao todo, os militares e agentes policiais confiscaram quase 5 toneladas de cocaína e cerca de 3 toneladas de maconha.

A Direção Antinarcóticos da Polícia Nacional desferiu um duro golpe contra o narcotráfico que opera no Porto de Buenaventura, no estado de Valle del Cauca, no Pacífico colombiano, ao encontrar 4.928 quilos de cocaína escondida. A droga, avaliada em US$ 140 milhões no mercado internacional, segundo dados das Nações Unidas, seguiria para a América Central e tinha como destino final a Turquia, informou o Ministério da Defesa da Colômbia em um comunicado.

Em uma operação paralela, coordenada entre a Direção Antinarcóticos e o Comando Específico de Cauca do Exército, através do 13º Batalhão de Operações Terrestres, as autoridades confiscaram 2.030 kg de maconha em um posto de pedágio da estrada que leva ao município de Tuluá, Valle del Cauca. O homem que transportava a droga também foi detido, informou o Exército em um comunicado. A instituição afirmou que a operação foi o resultado de um monitoramento de dois meses na área rural de Corinto, uma zona de produção de maconha no estado de Cauca.

“Quando conseguimos identificar em que veículo estava sendo levada [a droga], o mesmo saiu do estado, e praticamente tivemos que fazer uma perseguição até o pedágio de Tuluá, onde alcançamos um veículo […] que carregava as 2 toneladas de maconha”, disse à Diálogo o General de Brigada do Exército Marco Mayorga Niño, comandante do Comando Específico de Cauca.

Uma outra operação foi realizada em um posto de controle da via Pan-Americana, em uma área rural do município de Piendamó, Cauca, onde unidades do Exército e da Polícia capturaram um indivíduo que transportava 945 kg de maconha em seu veículo. A droga pertenceria ao grupo armado organizado residual Coluna Móvel Dagoberto Ramos, informou o Comando Geral das Forças Militares, em um comunicado.

Por sua vez, a Marinha, através da Estação de Guarda-Costas de Cartagena, interceptou uma embarcação suspeita nas águas da baía de Cartagena, enquanto realizava operações de controle marítimo. Ao perceber a presença das autoridades, os tripulantes da embarcação lançaram cinco contêineres no mar e fugiram. As unidades de Guarda-Costas recuperaram os contêineres que continham 64,7 kg de maconha em pacotes.

Entre os dias 1º de janeiro e 4 de junho, segundo informações fornecidas ao jornal colombiano El Tiempo, a Força Pública confiscou 182.923 kg de cocaína e 188.249 kg de maconha, respectivamente 8 por cento e 11 por cento a mais do que no mesmo período de 2019.

Share