Estados Unidos apoiam prosperidade no hemisfério ocidental

Estados Unidos apoiam prosperidade no hemisfério ocidental

Por ShareAmerica
maio 27, 2021

Os Estados Unidos apoiam as nações parceiras e a sociedade civil para garantir que o hemisfério ocidental permaneça livre e democrático.

“O hemisfério ocidental é nosso lar”, disse a vice-presidente dos EUA, Kamala Harris, em 4 de maio, durante a 51ª Conferência de Washington sobre as Américas, realizada virtualmente. “E porque é nosso lar, porque as pessoas que aí estão são nossos vizinhos, é imperativo que promovamos a democracia e a boa governança, a segurança e a prosperidade na região.”

 

O hemisfério ocidental é nosso lar… E porque é nosso lar, porque as pessoas que aí estão são nossos vizinhos, é imperativo que promovamos a democracia e a boa governança, a segurança e a prosperidade na região,” ”, vice-presidente dos EUA, Kamala Harris.

 

O governo dos EUA acredita no poder do povo da América Latina, segundo Harris, e está pronto para apoiá-los de várias maneiras, a fim de combater a corrupção e fazer justiça.

Harris descreveu como os Estados Unidos estão ajudando a lidar com a violência sistêmica, que é um dos principais motivos pelos quais as pessoas decidem emigrar de El Salvador, Guatemala e Honduras.

Os Estados Unidos estão fornecendo à região US$ 310 milhões para apoiar os esforços de ajuda humanitária e enfrentar a insegurança alimentar em El Salvador, Guatemala, Honduras e outros países da América Central. Dentre os objetivos específicos, estão os seguintes:

  • Reforçar a assistência alimentar.
  • Mitigar o impacto da seca e da pandemia da COVID-19.
  • Ajudar nos esforços de ajuda em casos de desastres.
  • Atender às necessidades imediatas de segurança e proteção.

Os Estados Unidos estão fazendo parceria com Canadá, Finlândia, Irlanda e Japão para aumentar as oportunidades econômicas e os investimentos do setor privado na América Latina.

O governo dos EUA está ciente de que vários desses fatores incluem problemas agravados tanto pelas mudanças climáticas como pela pandemia da COVID-19, declarou Harris, e está fazendo tudo o que pode para ajudar os países afetados a resolver esses desafios, a fim de que as pessoas possam ter uma vida pacífica em seus países.

O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, reforçou o apoio dos EUA à iniciativa COVAX, salientando que “o governo dos EUA contribuiu com US$ 2 bilhões para a COVAX, que está fornecendo vacinas seguras e eficazes contra a COVID em todo o mundo, incluindo 6,5 milhões de doses até agora para a América Latina”.

“A necessidade, não a política, guiará nossas decisões”, disse Blinken na conferência virtual. “E continuaremos a fornecer respiradores, equipamentos de proteção pessoal e outros equipamentos vitais para toda a região.”

O enviado presidencial especial para Assuntos do Clima, John Kerry, concordou que os Estados Unidos estão prontos para trabalhar com as nações, a fim de enfrentar os desafios das mudanças climáticas, como os padrões climáticos erráticos e as tempestades mais fortes.

“Podemos criar milhões de novos empregos na região, investindo em energia limpa e infraestrutura resistente ao clima”, disse Kerry.

“Queremos ajudar as pessoas a encontrarem esperança em seus países”, disse Harris. “E, por isso, estamos focados em abordar os fatores críticos e as causas profundas da migração.”

Share