Consultores aéreos fortalecem parceria e fomentam a capacitação na Jamaica

Consultores aéreos fortalecem parceria e fomentam a capacitação na Jamaica

Por Segundo-Sargento Jacob Haines, da Força Aérea dos EUA/571º Esquadrão de Assessoramento de Apoio à Mobilidade
agosto 02, 2021

O 571º Esquadrão de Assessoramento de Apoio à Mobilidade (571º MSAS, em inglês), da Força Aérea dos EUA, realizou com sucesso um engajamento da Equipe de Treinamento Móvel (MTT, em inglês) com a Ala Aérea da Força de Defesa da Jamaica (JDF-AW, em inglês), no Up Park Camp, na Escola de Aviação Militar do Caribe, em Kingston, Jamaica, entre os dias 10 e 22 de junho de 2021.

Os consultores aéreos da Força Aérea dos EUA, como os do 571º MSAS, são embaixadores encarregados de fortalecer os relacionamentos e desenvolver as capacidades dos parceiros estratégicos globais dos EUA, incluindo a nação caribenha da Jamaica.

A JDF-AW é uma força profissional altamente capacitada de aviadores e técnicos que se orgulham de seus serviços e da administração na Jamaica e adjacências. Para reforçar ainda mais a sua parceria já existente e acelerar as capacidades da JDF, os consultores aéreos tiveram que ser criativos em sua abordagem e adaptar as instruções para atender às necessidades dos membros da JDF-AW.

Com sua equipe de consultores aéreos tecnicamente experientes, os membros do 571º MSAS proporcionaram aulas teóricas e treinamento prático, elaboraram um exercício de busca e resgate multifacetado e facilitaram o desenvolvimento de um programa nas áreas de garantia de qualidade (QA, em inglês) na manutenção de aeronaves, gerenciamento de recursos da tripulação, transmissão por rádio, sobrevivência na água e busca e resgate.

Com o curso de transmissão por rádio, os membros da JDF-AW aprimoraram suas habilidades com aulas sobre protocolos de rádio, padronização dos procedimentos de manutenção de rádio, segurança e manutenção de rádio, integração da Rede Over-Horizon de Revezamento Extensível Aéreo, solução avançada de problemas de rádio e aquisição de manuais adicionais de operação.

No curso de QA de manutenção de aeronaves, as lideranças da JDF receberam instruções sobre os fundamentos de QA, desenvolvimento e implementação de programas de QA, e o curso foi encerrado com um grupo de trabalho que começou a elaborar uma ordem permanente para desenvolver um programa de QA apropriado, que codificará as práticas de QA de manutenção da JDF-AW.

“O treinamento foi muito interessante e útil”, disse o Major Gladstone Allen, oficial de treinamento e padrões da JDF-AW, que frequentou o curso QA de manutenção. “Gostei muito do curso! Nosso instrutor apresentou o material com expertise e entusiasmo. Esse curso ajudou a criar a base para um programa de QA na JDF. Gostaria de registrar meus agradecimentos pela sabedoria, experiência e excelente apresentação compartilhadas durante esse engajamento.”

No curso de gerenciamento de recursos para a tripulação (CRM, em inglês), os membros da tripulação aprenderam os fundamentos de CRM, técnicas de mitigação de erros nas ameaças, desenvolvimento e utilização de listas de checagem, planejamento de missões e técnicas de interrogatório e princípios de conscientização situacional da tripulação. O curso concluiu com estudos de casos de acidentes de aeronaves e desenvolvimento de técnicas de comunicação aprimoradas com a utilização adequada das listas de checagem, para utilizar um modelo mental compartilhado durante as operações aéreas padrão e emergenciais. Os alunos rapidamente aprenderam e começaram a incorporar os aspectos de CRM sob suas lentes para avaliar as operações de tripulações aéreas.

O curso de sobrevivência, busca e resgate na água se concentrou no desenvolvimento das habilidades de sinalização, para a sobrevivência e recuperação de membros de tripulações de aeronaves que foram derrubadas, aplicáveis ao ambiente marítimo onde a JDF opera. Através desse aprendizado, os aviadores da JDF-AW aprenderam e praticaram a utilização dos itens do kit de recuperação pessoal, técnicas de sobrevivência no oceano, deslocamento e operação em botes salva-vidas, métodos de sinalização de resgate e técnicas de operações de içamento e manutenção.

No final desse curso de instrução, a turma foi ao mar aberto, onde os alunos tiveram que empregar as técnicas de sobrevivência aprendidas em classe, durante um exercício de busca e resgate para a recuperação de pessoal, que contou com um helicóptero Bell 429 GlobalRanger, três embarcações da Guarda Costeira da Jamaica e a participação de aproximadamente 30 pessoas.

“As técnicas de sobrevivência de pessoal e as operações de recuperação são táticas que precisam ser praticadas e desempenhadas de forma recorrente, para garantir que possam ser executadas de forma eficiente no evento de uma emergência”, disse o Segundo-Sargento Gerame Vaden, da Força Aérea dos EUA, especialista em Sobrevivência, Evasão, Resistência e Fuga do 571º MSAS. “Durante uma situação de sobrevivência, com a vida de alguém em jogo, pode não haver tempo ou oportunidade para realizar procedimentos vagamente lembrados. Esse exercício foi elaborado com essa linha de pensamento: fazer com que os alunos entrem na água empregando suas técnicas de sobrevivência e tenham as forças de recuperação em todo o processo da operação de resgate.”

Unidades como o 571º MSAS demonstram o compromisso dos EUA com os parceiros regionais, de maneira a fortalecer a capacidade das nações parceiras, aumentar a confiança e a transparência, melhorar a interoperabilidade e criar soluções cooperativas para os objetivos compartilhados.

“Depois de dois anos, nossa unidade conseguiu se reunir com a JDF para um engajamento de treinamento presencial”, disse a Capitão da Força Aérea dos EUA Ashlyn Asipauskas, comandante da missão MTT do 571º MSAS. “A força de nossa atual parceria se mostrou evidente imediatamente após nossa chegada. Os jamaicanos foram muito receptivos e estavam ansiosos pelo início do treinamento. Mesmo durante uma pandemia global, minha equipe conseguiu realizar grandes coisas através da sua criatividade e expertise, garantindo que a JDF esteja mais preparada para sucessos futuros, aprimorando sua interoperabilidade aérea, terrestre e marítima. O 571º MSAS aguarda ansiosamente futuros engajamentos com a JDF para continuar a fortalecer nossa parceria e realizar mudanças no Caribe e na grande região do Comando Sul dos EUA.”

À medida que o mundo começa a transição e a recuperação da pandemia global da COVID-19, o 571º MSAS está pronto para avaliar, treinar, aconselhar, assistir, equipar e acompanhar as nações parceiras no novo paradigma mundial. Instruções e assistência lado a lado é onde o 571º MSAS prospera e faz a diferença para os parceiros internacionais. Eventos de treinamento presenciais como esse MTT estão de volta e aqui permanecerão, enquanto a JDF e os EUA valorizam suas relações e, simultaneamente, adotam precauções sanitárias para mitigar os riscos da COVID-19.

O Primeiro-Sargento Ricardo Brown, piloto da JDF-AW, fez a seguinte declaração, repercutindo um sentimento expressado por numerosos membros da JDF, durante o evento de treinamento: “Estamos felizes por vocês estarem de volta e ansiosos por suas recomendações”, disse o 1º Sgt Ricardo. “Isso ajuda a seguir ativos e fazer com que as coisas sejam realizadas aqui.”

Share