Argentina envia ajuda humanitária ao Haiti

Argentina envia ajuda humanitária ao Haiti

Por Eduardo Szklarz/Diálogo
setembro 02, 2021

Um avião Hércules C-130 da Força Aérea Argentina (FAA) partiu rumo ao Haiti com um contingente de Boinas Brancas, no dia 21 de agosto de 2021, após o terremoto de 7,2 graus que deixou mais de 2.000 mortos. A Comissão de Boinas Brancas é o órgão da Chancelaria Argentina dedicado a levar assistência humanitária internacional em situações de emergências e desastres.

Os 24 voluntários – entre profissionais de saúde e logística – prestarão ajuda humanitária durante 20 dias na ilha caribenha. A missão inclui equipamentos médicos, pessoal de saúde, três cães farejadores para a localização de vítimas e um hospital de campanha.

“Nossa solidariedade com o Haiti vem de longa data”, afirmou o ministro argentino da Defesa, Jorte Taiana, durante a despedida dos voluntários na Base Aérea de El Palomar, em Buenos Aires. “Essa é uma missão muito importante dos Boinas Brancas, uma instituição criada pela Argentina para ajuda humanitária há 27 anos e que, ao longo de sua existência, já realizou mais de 700 missões humanitárias”, declarou Taiana.

O contingente de Boinas Brancas viajou ao Haiti em um Hércules C-130 da Força Aérea Argentina, para uma missão de 20 dias. (Foto: Ministério da Defesa da Argentina)

O chanceler argentino Felipe Solá, também presente à cerimônia, agradeceu em seu discurso o apoio da FAA para garantir toda a logística necessária para essa missão. “Esperamos ser de utilidade, como tantas vezes foram os Boinas Brancas, sempre em conjunto e com a ajuda de nossa Força Aérea em todas as ocasiões”, disse o chanceler.

O hospital de campanha, com cerca de 180 metros quadrados, está equipado para montar um posto de saúde com capacidade de atender 100 pacientes por dia. Crianças e adultos atingidos pelo terremoto poderão ser atendidos em traumatologia, clínica geral, enfermaria, emergência, diagnóstico por imagem (ultrassom) e monitoramento com equipamento multiparamétrico, ressaltou o governo argentino em um comunicado.

O hospital tem macas, leitos para internação, cadeiras de rodas, talas raquimedulares, carros para instrumental médico e 40 caixas de pastilhas para purificação de água, que podem filtrar 8 milhões de litros de água. A instalação também possui eletricidade e os alimentos necessários para o autoabastecimento da missão.

“Além disso, o Ministério da Saúde [da Argentina] envia 216.000 doses de vacina dupla viral e sete cabines médicas, contendo antibióticos, analgésicos, anti-hipertensivos e pastilhas para purificação de água, entre outros medicamentos”, informou o governo argentino.

No dia 24 de agosto, a presidente da Comissão dos Boinas Brancas, Marina Cardelli, anunciou no Haiti o início dos trabalhos. “Hoje iniciamos o atendimento médico em [na comuna de] Corail. Tentamos fazer isso o mais rápido possível, e estamos muito felizes por já termos começado”, afirmou Cardelli em declarações à Télam Radio.

Share