EUA impõem sanções a irmão de líder do cartel de Sinaloa

Por Dialogo
março 07, 2012



WASHINGTON, D.C., EUA – O Escritório de Controle de Bens Estrangeiros do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos aumentou o bloqueio financeiro ao famoso cartel de Sinaloa ao acrescentar, em 6 de março, o irmão do líder Ismael Zambada García à sua lista de pessoas sujeitas a sanções.
Jesús Reynaldo Zambada controlou uma rota do tráfico pelo aeroporto internacional da Cidade do México “em nome do irmão”, que é uma das principais lideranças do violento grupo de Sinaloa, afirmou o Departamento do Tesouro.
Jesús Reynaldo Zambada foi preso em 2008, no México, e aguarda extradição para os EUA.
As sanções, estabelecidas conforme a Lei de Designação de Barões de Drogas Estrangeiros, congelam todos os ativos de Zambada depositados em pessoas jurídicas nos EUA e proíbem qualquer pessoa jurídica ou física domiciliada no país de realizar transações financeiras ou comerciais que o envolvam.
O Departamento do Tesouro também impôs sanções a duas empresas de Culiacán, capital do estado de Sinaloa, ligada aos irmãos Zambada, uma de agronegócio e a outra do setor de confecções.
O Tesouro “continua mirando Ismael Zambada García e sua rede de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, para debilitar sua influência e bloquear seu acesso ao sistema financeiro norte-americano”, disse o chefe do Escritório de Controle de Bens Estrangeiros, Adam Szubin.

[AFP, 06/03/2012; Treasury.gov, 06/03/2012]

Share