Suriname e os Estados Unidos unem forças no projeto de construção

Suriname and the United States Join Forces in Construction Project

Por Marian Romero/Diálogo
setembro 21, 2017

Tdghrdh Uma equipe da Guarda Nacional do Exército da Dakota do Sul (GNDS), especializada em construção e carpintaria, uniu forças e conhecimentos com membros do Exército do Suriname, entre 14 e 24 de agosto, para modernizar a escola primária O.S. Majosteeg, no distrito de Wanica, Suriname, que atende diariamente a 450 estudantes. O projeto de reforma é um resultado da aliança entre o Suriname e a Dakota do Sul sob o Programa de Parceria Estadual (SPP por sua sigla em inglês) da Agência da Guardia Nacional dos EUA para intercâmbio de conhecimentos, capacitação e cooperação. Ao mesmo tempo, a população surinamesa que mais necessita é beneficiada. “A maioria dos estados [dos EUA], se não todos, têm uma aliança com um país por meio do Escritório da Guarda Nacional. Com o Suriname realizamos uma dezena de intercâmbios todos os anos nos quais levamos pessoas da Dakota do Sul para o Suriname e vice-versa, assim podemos ter um melhor entendimento do funcionamento dos exércitos de um e de outro lado”, explicou a Capitão do Exército dos EUA Betsy Suhr, oficial de assuntos bilaterais da Embaixada dos EUA no Suriname e líder do projeto. A reforma foi possível graças ao financiamento do Comando Sul dos EUA no valor total de US$ 15.000, em acordo com o Ministério da Educação do Suriname. Em janeiro de 2017, uma equipe composta pelos exércitos de ambos os países, acompanhada por representantes do governo do Suriname, visitaram 10 escolas públicas. “O Ministério da Educação escolheu a escola Majosteeg, com base nas recomendações da embaixada e nas capacidades disponíveis da Guarda Nacional do Exército da Dakota do Sul”, disse a Cap Suhr. “Por sua vez, a equipe de trabalho foi selecionada pela Guarda Nacional, levando em conta a experiência dos militares em projetos anteriores e sua especialidade em construção.” Carpintaria e construção para o resgate da escola Os 11 militares da GNDS chegaram para consertar banheiros, instalar encanamento, colocar telhas, melhorar o sistema de abastecimento de água, restaurar a fiação elétrica, consertar as portas e construir instalações sanitárias para as crianças menores, junto com seus homólogos do Exército do Surinam. O Terceiro-Sargento do Exército dos EUA Timothty Fuerst, construtor/carpinteiro participante dos trabalhos, comentou que a importância desse tipo de projetos está na oportunidade que ambos os exércitos têm de compartilhar seus conhecimentos e aprender novas maneiras de fazer as coisas. “Cada ano um grupo diferente de militares de nossa unidade vem para o Suriname para ter essa experiência. Estamos preparados como especialistas em construção, mas, ao chegar nos damos conta de que temos muito que aprender”, disse o 3° Sgt Fuerst. “Não dominávamos o processo de colocação de telhas ou instalação de fiação elétrica e os rapazes do Exército do Suriname nos ensinaram [a fazê-lo]. Também nos ensinaram a misturar cimento no solo para maior eficácia. É interessante conhecer as técnicas de cada país para estabelecer um método de construção melhor a partir dessas experiências.” O grupo de especialistas selecionado para o projeto adquiriu sua experiência em carpintaria e construção como enviados especiais para projetos similares em nações como Iraque e Jordânia. Contudo, foi a primeira vez que realizaram uma intervenção em um país mais próximo. “O que nos uniu foi a vontade de melhorar essa escola que atende uma boa parte da população infantil da região”, disse o Terceiro-Sargento do Exército dos EUA Christian Cap, construtor/carpinteiro da GNDS. “Wanica é o menor distrito do Suriname, com uma população aproximada de 80.000 pessoas.” “Quando chegamos, as crianças ainda estavam na escola e quiseram nos ajudar. Foi muito emocionante ver como a comunidade se uniu para apoiar o projeto e como recebeu essa melhora da qualidade de vida das crianças”, disse o Terceiro-Sargento do Exército dos EUA Richard Schiradely, outro dos integrantes do grupo da GNDS. “A boa atitude da comunidade fez com que o trabalho se tornasse divertido. Definitivamente, eu gostaria muito de participar novamente de uma experiência assim.” Onze anos de aliança Sob o SPP, Dakota do Sul e o Suriname são aliados desde 2006 para realizar diferentes intercâmbios que possam beneficiar homens e mulheres de ambas as instituições. Alguns dos principais intercâmbios foram o Intercâmbio de Especialistas em Questões Militares, o Planejamento Estratégico e o Dia Nacional de Férias no Suriname. A reforma de escolas foi um dos projetos mais aguardados pela comunidade. Em 2016, ambos os exércitos trabalharam juntos para reformar a escola O.S. Santodorp, em Paramaribo. Esse projeto foi o primeiro exemplo dessa nova área de cooperação dos Estados Unidos com o Suriname. “Esperamos continuar fortalecendo a aliança com o Suriname em termos de engenharia. A reforma de escolas é certamente uma área que merece atenção”, finalizou a Cap Suhr. “Gostaríamos de continuar favorecendo a população infantil a partir de projetos que possam ser de mútuo aprendizado em engenharia para os exércitos dos Estados Unidos e do Suriname.”
Share