• Home »
  • Uncategory »
  • SOUTHCOM and U.S. Coast Guard Discuss Cooperation at Caribbean and Central America Security Conference

SOUTHCOM e Guarda-Costeira dos EUA discutem cooperação na Conferência sobre Segurança do Caribe e América Central

SOUTHCOM and U.S. Coast Guard Discuss Cooperation at Caribbean and Central America Security Conference

Por Dialogo
fevereiro 07, 2013


É difícil acreditar que Nova Orleans, a cidade que há apenas oito anos foi devastada por um dos mais terríveis furacões da história norte-americana, tenha sido considerada a Cidade com o Maior Crescimento da América pela revista Forbes em 2012.

E foi exatamente essa cidade emergente que deu as boas vindas aos mais de 230 representantes de 28 países do Hemisfério Ocidental que participaram da 36ª Conferência Anual sobre a Segurança do Caribe e América Central, entre os dias 28 e 30 de novembro de 2012.

Organizado pela organização sem fins lucrativos Ação do Caribe e América Central, o evento buscou meios de fechar a lacuna entre os setores privado e público para promover a segurança e o desenvolvimento da região. Ele também foi o cenário perfeito para que duas agências norte-americanas com o mesmo objetivo, o Comando Sul dos EUA (SOUTHCOM) e a Unidade de Reserva da Guarda-Costeira dos EUA, subordinada ao SOUTHCOM, fossem apresentadas aos participantes dos governos regionais e internacionais e organizações não governamentais, empresas e instituições acadêmicas.

Entre os tópicos abordados durante o evento estava a importância de reforçar e desenvolver os elos econômicos entre o Caribe e a Ásia, bem como temas relativos a acordos de comércio regional, a expansão do Canal do Panamá e a segurança da energia.

A participação do SOUTHCOM na conferência incluiu um painel sobre segurança portuária comandado pelo Capitão-de-Corveta Matthew Haynie, da Unidade de Reserva da Guarda-Costeira dos EUA, e diretores da agência norte-americana de Alfândega e Proteção às Fronteiras. O Cap Haynie apresentou uma visão geral do Código Internacional para Segurança de Navios e Instalações Portuárias (ISPS) e enfatizou que “atender aos padrões de segurança em todos os portões de entrada mais importantes (portos marítimos, marinas particulares, unidades fluviais, etc.) é primordial para o combate às ameaças à estabilidade e para criar um ambiente seguro e previsível que abra oportunidades ao crescimento econômico”. Nesse sentido, ele insistiu, os homólogos do SOUTHCOM, da Guarda-Costeira dos EUA e das agências trabalham junto ao programa do ISPS para prestar assistência às nações parceiras estrangeiras com a implementação e administração dessas regulamentações.

A mesa redonda continuou com uma apresentação da agência de Alfândega e Proteção às Fronteiras dos EUA, de sua função nos esforços de segurança portuária e dos recursos disponíveis em sua página do Programa de Parceria contra Terrorismo. A ferramenta online oferece atualizações sobre os progressos nas diretrizes, tecnologias de scanner e serviços disponíveis no programa.

A questão do reforço das relações entre os setores público e privado também foi abordada pelos representantes da Direção de Parcerias do SOUTHCOM durante uma segunda apresentação. Jeffrey Pashai, coordenador de participação empresarial do SOUTHCOM, disse que o Comando enfatiza o reforço das atividades de cooperação para segurança na região, em colaboração com as empresas. Segundo Pashai, isto não é uma novidade, visto que o Comando já vem liderando atividades de integração desde 2007, e já estabeleceu com êxito uma sólida relação de trabalho com o Departamento de Comércio dos EUA, com a Câmara de Comércio, Executivos Comerciais para a Segurança Nacional e diversas empresas da Fortune 500.

A missão de cooperação nas operações de assistência em desastres, como a que foi organizada após o terremoto no Haiti, também foi citada durante a interação dos representantes do SOUTHCOM e da Guarda-Costeira dos EUA e especialistas em questões específicas do setor privado presentes ao evento. Entre eles havia líderes empresariais haitianos, membros da Autoridade Portuária e membros da Ação do Caribe e América Central, que demonstraram interesse em participar da próxima conferência sobre Áreas de Segurança de Aeroportos Internacionais, Portos/Vias Navegáveis e Fronteiras que o SOUTHCOM realizará em Porto Príncipe, no Haiti, em 2013.

Sally Yearwood, diretora-executiva do CCAA, disse que a Conferência sobre Segurança do Caribe e América Central deste ano contou com a participação de representantes do Exército dos EUA, visto que organizações de todo o hemisfério tiveram a oportunidade de estabelecer as bases para a colaboração no futuro próximo.



Share