Pesca ilegal destrói o meio-ambiente

Pesca ilegal destrói o meio-ambiente

Por ShareAmerica
janeiro 22, 2021

Em todo o mundo, a pesca ilegal, não declarada e não regulamentada (INN) não apenas destrói as economias locais, mas também o meio-ambiente.

“A INN e a pesca insustentável afetam o hemisfério ocidental”, disse no dia 9 de outubro de 2020 Jon Piechowski, subsecretário adjunto do Gabinete de Assuntos do Hemisfério Ocidental do Departamento de Estado dos EUA. “Elas ameaçam a segurança econômica, enfraquecem a soberania dos estados litorâneos, degradam o meio-ambiente e debilitam a ordem global baseada em regras.”

 

A INN e a pesca insustentável afetam o hemisfério ocidental”, disse no dia 9 de outubro de 2020 Jon Piechowski, subsecretário adjunto do Gabinete de Assuntos do Hemisfério Ocidental do Departamento de Estado dos EUA. “Elas ameaçam a segurança econômica, enfraquecem a soberania dos estados litorâneos, degradam o meio-ambiente e debilitam a ordem global baseada em regras.”

 

Como a população mundial depende cada vez mais de peixes como fonte de proteína, é de importância vital regular e cumprir as regulamentações locais e nacionais de pesca, disse o Departamento de Estado.

Uma frota pesqueira com mais de 250 embarcações tem estado envolvida em atividades suspeitas na costa da América do Sul desde julho. Há uma preocupação de que esses barcos tenham ultrapassado os limites da pesca em torno das Ilhas Galápagos, do Equador, um patrimônio mundial da UNESCO e um dos ecossistemas marinhos de maior diversidade do mundo.

A maioria dessas embarcações é da República Popular da China. Pescadores INN não estão apenas devastando os meios de subsistência dos pescadores locais, mas também colocando em risco a saúde e a sustentabilidade dos recursos oceânicos e da fauna marinha, disse Piechowski.

A pesca INN enfraquece a conservação dos ecossistemas baseada na ciência. Quando a captura não é declarada, os gerenciadores da pesca local não conseguem avaliar completamente a mortalidade dos peixes em sua zona econômica exclusiva, segundo o relatório Panorama Estratégico da Pesca Ilegal, não Declarada e não Regulamentada de 2020 da Guarda Costeira dos EUA.

Assim sendo, os resultados da pesca não declarada “exercem uma pressão indevida em importantes estoques pesqueiros” e podem interromper o equilíbrio ecológico, explica o relatório. Isso significa que se forem retirados do oceano ou do mar mais peixes do que o devido, sem o conhecimento dos gerenciadores da pesca, as nações não conseguirão regular e adaptar-se aos esforços de conservação de sua pesca, e os estoques de peixes poderão esgotar-se permanentemente.

Os equipamentos usados pelos pescadores INN causam ainda mais danos ao meio-ambiente.

“Os métodos e equipamentos de pesca ilegal e usados pelos perpetradores da pesca INN podem destruir também os habitats e resultar numa pesca excessiva e com desperdícios”, afirma o Panorama Estratégico. “Essas práticas destroem não apenas os recursos atuais, mas também sua capacidade para ser recolhida de forma sustentável pelos próximos anos e décadas.”

Combater a pesca INN e incentivar os países a trabalharem juntos nas práticas da pesca sustentável é o que há de mais importante para preservar o meio-ambiente, diz o Departamento de Estado.

“Os Estados Unidos, como norma, convocamos todos nossos parceiros do mundo inteiro para que combatam a pesca INN”, disse David Hogan, do Departamento de Estado, no dia 9 de outubro, “e exortamos a República Popular da China a aderir às normas internacionais e cessar quaisquer práticas ilegais e ilícitas em todo o mundo”.

Share