Peru estabelece comando contra narcotráfico e terrorismo no VRAEM

Peru estabelece comando contra narcotráfico e terrorismo no VRAEM

Por Julieta Pelcastre/Diálogo
dezembro 07, 2020

O governo do Peru deu um novo passo para a pacificação do Vale dos Rios Apurímac, Ene e Mantaro (VRAEM), ao criar um comando integrado pelas Forças Armadas e a Polícia Nacional (PNP) para responder ao narcotráfico e ao terrorismo na extensa região, informou o Ministério da Defesa através de um comunicado.

No dia 9 de outubro de 2020, as autoridades militares e policiais realizaram a primeira reunião do comando integrado na sede do Comando Especial VRAEM, em Cuzco. A estratégia integrada busca fortalecer a luta contra o narcoterrorismo, a erradicação de cultivos de coca e a estabilização da região.

O General de Exército do Peru (R) Jorge Chávez, ministro da Defesa, declarou em seu portal oficial que a força operacional é um complemento da inteligência policial no VRAEM para a realização de operações bem-sucedidas. “Dessa forma, conseguiremos uma articulação maior […] que permita golpear firmemente o flagelo do narcotráfico e os terroristas remanescentes do VRAEM”, acrescentou o ministro do Interior do Peru César A. Gentille, no mesmo dia 9 de outubro, ao jornal oficial El Peruano.

O Comando Especial VRAEM deteve dois criminosos na região de Ayacucho, no dia 14 de outubro de 2020, que transportavam 421 kg de cloridrato de cocaína e armamento de guerra. (Foto: Polícia Nacional do Peru)

Guerra sem quartel

A aliança militar-policial consolidou resultados no dia 14 de outubro, quando os militares detiveram dois criminosos que transportavam 421 quilos de cloridrato de cocaína, armamento médio e pesado e munições, na região de Ayacucho; a droga seria destinada a Iñapari, na fronteira com o Brasil, informou o jornal peruano La República.

Em outra operação, a agência de notícias peruana Andina informou, no dia 12 de outubro, que patrulhas das Forças Armadas e da PNP haviam encontrado em Alto Pichas e Baixo Pichas, na região de Cuzco, duas pistas de pouso clandestinas onde confiscaram armas curtas, rifles de assalto, granadas de mão, munições, telefones por satélite e outros equipamentos de comunicação.

“Quantas pistas de pouso clandestinas teremos que neutralizar? Até hoje [14 de outubro de 2020] já neutralizamos 70”, disse o Gen Ex Chávez ao programa Cara a Cara, da televisão peruana. “Esperamos maior eficácia nos próximos dias”, acrescentou.

Na primeira reunião do comando integrado, os ministros inspecionaram a Base Contraterrorismo do Vale do Alto Anapati, onde as Forças Armadas prestam segurança às tarefas de erradicação da folha de coca, em coordenação com a PNP e o projeto especial CORAH – Controle e Redução do Cultivo da Coca no Alto Huallaga –, um convênio entre os governos do Peru e dos EUA para reduzir o espaço de cultivo ilegal de coca, evitando a produção e o tráfico ilícito de drogas, informa o portal do Ministério da Defesa.

Share