Operação Hórus apreende mais de 33 toneladas de maconha 

Operação Hórus apreende mais de 33 toneladas de maconha 

Por Anderson Gabino/Diálogo
outubro 14, 2020

Policiais militares do Departamento de Operações de Fronteira (DOF), com o apoio da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Seopi/MJSP), realizaram a Operação Hórus, no dia 26 de agosto de 2020, em Mato Grosso do Sul (MS), a qual culminou com a maior apreensão de drogas da história do Brasil. Duas pessoas foram presas em flagrante ao escoltar a carga.

Foram apreendidas cerca de 33,3 toneladas de maconha, que estava dividida em pacotes e acomodada no interior de um caminhão, na região de Maracaju. Antes disso, o recorde era de 28 toneladas de maconha, confiscada pela Polícia Rodoviária Federal no mês de maio, também em MS, na fronteira com o Paraguai.

O diretor do DOF, Tenente-Coronel da Polícia Militar Wagner Ferreira da Silva, exaltou a relevância da apreensão. “A Operação Hórus do Ministério da Justiça e Segurança Pública, juntamente com outras estratégias de nossa Secretaria de Segurança Pública, tem provocado um duro golpe nas organizações criminosas que agem nas fronteiras. Ela rompe um ciclo criminoso, descapitaliza o crime organizado e impede que seus dividendos retornem à sociedade como violência.”

O número expressivo se reflete também no balanço anual de apreensões no estado. Faltando poucos meses para terminar o ano, o total de drogas recolhidas nas rodovias somente pelo DOF já ultrapassa 146 por cento do valor de todo o ano passado. Em 2019, foram apreendidas 73 toneladas de maconha. Em 2020, de janeiro até agosto, já foram mais de 180 toneladas da droga.

“Esse resultado demonstra o quanto as instituições estão alinhadas, bem como o nível de profissionalismo e comprometimento de todos os envolvidos”, destacou Eduardo Bettini, coordenador-geral de fronteiras da Seopi/MJSP.

Desde o início da Operação Hórus em MS, em setembro de 2019, o estado lidera as apreensões de drogas. As forças de segurança já tiraram de circulação de MS cerca de 333,5 toneladas de drogas.

Share