México captura fabricante de drogas sintéticas fugitivo da justiça dos EUA

Por Dialogo
fevereiro 16, 2012


A secretaria mexicana de Segurança informou, em 14 de fevereiro, a captura de um produtor e distribuidor de drogas sintéticas ligado ao cartel de Sinaloa, fugitivo da justiça dos Estados Unidos.

Jaime Herrera Herrera, vulgo “El Viejito”, foi detido no dia 13 do mesmo mês em Culiacán, estado de Sinaloa, no noroeste do país. Ele foi identificado como “um dos principais produtores e distribuidores de drogas sintéticas a serviço” do cartel liderado por Joaquín “El Chapo” Guzmán.

“Herrera é fugitivo das autoridades dos Estados Unidos por ter antecedentes em diversos estados relacionados a suas atividades criminosas”, explicou a secretaria em um comunicado.

A instituição informou que o indivíduo havia sido preso no país vizinho nos anos 90, mas estava em liberdade sob fiança e escapou para o México, onde em 2002 “instalou seu centro de operações em Culiacán para fabricar drogas, as quais enviava via terrestre para Los Angeles, Califórnia.

“Segundo as investigações, em 2008 ele se abastecia de precursores químicos provenientes da China e da Guatemala. Para isto, possuía três pequenas aeronaves nas quais transportava a droga sintética” para os Estados Unidos.

Atualmente, ele usava dois ranchos perto de Culiacán para produzir metanfetaminas, acrescentou o boletim.

Junto com ele foi detido outro membro de seu grupo, e apreendidos 147 pacotes com um total de mais de 200 quilos de metanfetamina.

Na semana anterior as autoridades mexicanas anunciaram um golpe “histórico” contra o narcotráfico ao encontrar mais de 15 toneladas de metanfetaminas e de substâncias para a fabricação de drogas sintéticas em Jalisco, no oeste do México.

A apreensão ocorreu no momento em que a Agência da ONU contra a Droga e o Crime advertiu que os cartéis estão se voltando para a produção de drogas sintéticas, ao que tudo indica um negócio mais atraente do que a cocaína.

Desde 2006 já foram desmanchados 646 laboratórios de drogas sintéticas e apreendidas mais de 45 toneladas de metanfetaminas, de acordo com um informativo militar divulgado no início de fevereiro.





Share