Índice de homicídios cai 10 por cento na Colômbia

Homicide Rate Falls About 10 Percent in Colombia

Por Dialogo
maio 16, 2012


Ações conjuntas das Forças Armadas, com o apoio do aparato judicial, permitiram que no decorrer deste ano as capturas de integrantes das organizações criminosas aumentassem em 20 por cento em relação ao ano anterior. A desmobilização de 392 pessoas é outra cifra que merece destaque.

O ministro da Defesa da Colômbia, Juan Carlos Pinzón, reconheceu que os novos planos estratégicos e a combinação das ações entre as Forças Militares e a Polícia Nacional permitiram um aumento do número de capturas de membros de organizações criminosas, que superaram em 20 por cento as efetuadas em 2011. Segundo o alto funcionário, as capturas de integrantes das FARC aumentaram em 72 por cento, de membros do ELN em 82 por cento, e de quadrilhas criminosas em 23 por cento.

“Os novos planos estratégicos mostram-se eficientes e, por estarem ainda em processo de implementação, podemos esperar resultados crescentes, mostrando uma planilha de rota apropriada e um relevante sinal de progresso no fortalecimento concreto das atividades da Força Pública”, disse o chefe da pasta da Defesa.

Pinzón também destacou a cifra de desmobilizados de organizações criminosas durante o presente ano, a qual mostra que, no decorrer do ano, 392 pessoas abandonaram suas armas e se reinseriram na vida civil e produtiva.

O alto funcionário também destacou que “as ações ofensivas das Forças Armadas aumentaram em 41 por cento em relação ao ano passado, e produto dos combates que se apresentaram em tais operações há 41 por cento mais de neutralizações de membros de organizações criminosas”.

Pinzón informou ainda que os homicídios caíram 10 por cento em relação a 2011, que foi o ano com o menor índice de homicídios em 28 anos no país e, que a continuar esta tendência, este ano poderá ter a taxa mais baixa em três décadas.

Durante a intervenção do ministro Pinzón, através da rede social Twitter, advertiu-se que todos os indicadores das modalidades de furto foram reduzidos. Ele destacou que o roubo a residências caiu 22 por cento, e o de automóveis 18 por cento. Roubo a entidades financeiras caiu 15 por cento.





Share