Forças colombianas apreendem 3,4 toneladas de drogas em duas operações

Forças colombianas apreendem 3,4 toneladas de drogas em duas operações

Por Myriam Ortega/Diálogo
maio 20, 2021

No início de abril de 2021, as Forças Militares da Colômbia frustraram as atividades dos grupos criminosos Jaime Martínez e Comandos de Fronteira, dissidências das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), em duas operações realizadas no estado de Valle del Cauca e no estado brasileiro do Amazonas.

No dia 10 de abril, a Marinha da Colômbia informou, em um comunicado, que em uma operação combinada entre suas unidades navais e a Polícia Civil do Brasil foram apreendidos 1.800 quilos de maconha a bordo de uma embarcação pesqueira em uma zona rural do município de Tefé, no estado brasileiro do Amazonas.

A embarcação, tripulada por três brasileiros, navegava no rio Solimões, quando foi interceptada pelas autoridades. Durante a inspeção da lancha, as forças de ordem encontraram um esconderijo que continha pacotes de maconha tipo creepy, disse a Marinha.

Durante uma operação combinada entre a Marinha da Colômbia e a Polícia Civil do Brasil, foram apreendidos 1.800 kg de maconha no estado brasileiro do Amazonas, no dia 10 de abril de 2021. (Foto: Marinha da Colômbia)

“Essa maconha vem [do estado colombiano] de Cauca. Eles a levam pela montanha e começam a transportá-la pelo rio Putumayo. Existem diversos pontos dessa maconha em direção ao setor peruano; um deles é Puerto Ospina [no estado colombiano de Putumayo], onde está o grupo armado organizado Comandos de Fronteira. Esse grupo recruta crianças; recruta também indígenas e trabalhadores rurais para passar a droga […] até o território peruano”, disse à imprensa o Contra-Almirante (FN) do Corpo de Fuzileiros Navais Guillermo Arturo Castellanos Ojeda, comandante da Força Naval do Sul da Marinha da Colômbia. “Uma vez no Peru, a droga é levada pelo rio Napo e chega então ao rio Amazonas.”

No dia 7 de abril, o Exército Nacional da Colômbia e o Corpo Técnico de Investigação da Promotoria Geral da Nação apreenderam 1.670 kg de cloridrato de cocaína no município de Jamundí, Valle del Cauca, informou um comunicado do Exército.

“Durante o desenvolvimento dessa operação interagencial, foram realizadas cinco incursões e a apreensão de 1,6 tonelada de cloridrato de cocaína, que já estava embalada e pronta para distribuição”, disse à imprensa o General de Brigada do Exército Juan Carlos Correa Consuegra, chefe do Comando Contra o Narcotráfico e Ameaças Transnacionais. “Além dessa droga apreendida, também foram detidos cinco indivíduos, oito armas curtas e dinheiro em espécie.”

Os capturados pertenciam ao grupo criminoso Jaime Martínez, dissidência das FARC, informou o Exército.

“Essas pessoas serão levadas a um juiz de controle de garantias para que lhes sejam imputados os crimes de tráfico, fabricação ou porte agravado de entorpecentes, bem como tráfico, fabricação, porte ou posse de armas, acessórios, peças ou munições”, explicou Gustavo Alfredo Montaña Montoya, diretor seccional das Procuradorias de Cauca.

Share