Exército equatoriano captura suposto membro das FARC

Por Dialogo
maio 09, 2012

Um suposto membro da guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) foi detido em 7 de maio na província equatoriana de Sucumbíos (nordeste), na fronteira, informou à imprensa local o chefe do Estado-Maior da IV Divisão do Exército do Equador, Coronel Arturo Coral.

A captura do indivíduo, identificado como Wilson Tapiero Tique (vulgo “Dumar” ou “Trincho”) e suposto responsável pelas finanças do Bloco Sul das FARC, ocorreu no setor do povoado de General Farfán, na jurisdição de Sucumbíos (limítrofe com o tumultuado estado colombiano de Putumayo), informou.

A imprensa equatoriana informou, a princípio, que Tapiero Tique seria o chefe de logística da Frente 48 das FARC, que atua na linha de fronteira.

O detido “seria uma peça fundamental dos grupos ilegais armados da Colômbia”, declarou Coral, afirmando que ele é procurado nessa nação por supostos atos de terrorismo e por narcotráfico.

O oficial acrescentou que o suposto insurgente, que foi preso junto com outras seis pessoas investigadas no Equador, será entregue às autoridades da Colômbia no dia 8 de maio.

A captura ocorreu após um trabalho de inteligência de mais de um ano, que contou com a cooperação da Colômbia, de acordo com versões da imprensa equatoriana.

Há duas semanas o presidente do Equador, Rafael Correa, não descartou que as FARC mantenham bases em seu território fronteiriço e disse que seu país está pronto para reprimir qualquer infiltração.

“Não posso garantir que não haja uma infiltração das FARC”, disse o governante ao canal Gama TV, que lhe perguntou sobre uma eventual presença de acampamentos rebeldes, acrescentando que, caso isto aconteça, as Forças Armadas farão com que seja “respeitada a soberania” nacional.

“Vamos prendê-los, não vamos assassiná-los. Se for preciso, em caso de defesa própria, nossos soldados terão que responder”, disse ele.





Share