Revista Diálogo reúne editores de diversas nações

Diálogo Magazine Brings Multinational Editors Together

Por Dialogo
abril 01, 2012



Nos dias 20 e 21 de março de 2012, jornalistas militares e civis, gurus da
internet e comunicadores sociais de vários níveis e patentes das Américas Central e
Sul reuniram-se no Comando Sul dos EUA (SOUTHCOM) para um intercâmbio editorial de
ideias e informações.
A equipe da revista Diálogo, que é publicada pelo Comando Sul dos EUA,
organizou em sua sede a primeira Conferência de Editores Seniores, quando 17 membros
de revistas militares e de assuntos de defesa do Brasil, Chile, Colômbia, República
Dominicana, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua, Panamá, Paraguai e
Peru reuniram-se para discutir tópicos editoriais comuns a todos, incluindo a
sobrevivência na atual realidade econômica que afeta os orçamentos para a defesa em
todo o mundo.
O Vice-Almirante Joseph Kernan, subcomandante militar do SOUTHCOM, enfatizou
a importância do trabalho dos jornalistas como comunicadores. “Acho que há uma lição
a ser aprendida, e não importam os altos e baixos de nossos países, as Forças
Armadas estão sempre comprometidas com a mesma coisa, ou seja, com nossas populações
e vocês [jornalistas] têm a grande responsabilidade de comunicar isto a seus povos…
de se conectar com nossos jovens”.
Alguns representantes, como o Vice-Almirante (reformado) Armando de Senna
Bittencourt, da Marinha do Brasil, representando a Revista Marítima Brasileira e a
revista Navigator, discutiram a importância de se manter a história viva (com
produtos impressos) face à abordagem digital que está levando as publicações de todo
o mundo para a internet. “Nossa revista é uma referência histórica, não apenas da
Marinha, mas do próprio Brasil”, disse o Vice-Almirante Senna Bittencourt.
Por outro lado, os representantes do Estado-Maior Geral Conjunto do Exército
chileno, o jornalista Javier Briones Bellet e o Comandante Javier Sánchez Liberona,
da Marinha do Chile, enfatizaram o fato de serem uma mídia apenas digital, não
apenas por motivos ambientais e restrições orçamentárias, mas também porque não
existe limite para o público que atingem. “Somos a exceção à regra”, disse Briones
Bellet para explicar que ainda que as três armas chilenas continuem a produzir
revistas impressas, o Comando Conjunto publica apenas na internet. “Isto permite que
nosso público seja mais interativo… e esta abordagem gera um esforço colaborativo da
equipe em todos os níveis”, acrescentou.
Outros participantes orgulhosamente falaram sobre a importância das mensagens
que seus veículos levam à população, em um esforço para enfatizar as ações positivas
de suas Forças Armadas. “O Peru segue adiante e se desenvolve porque suas Forças
Armadas estão lá para cuidar da segurança”, disse o Coronel do Exército Alejandro
Teobaldo Luján Castro, da revista do Comando Conjunto das Forças Armadas peruanas,
Comando en Acción. Já o Coronel Freddy Fuentes Yancor, representando a Revista
Militar do Comando Conjunto do Exército guatemalteco, disse que através de seu
veículo o país está “exportando paz para outras nações”.
A conferência da revista Diálogo reuniu as nações parceiras em um contexto
editorial, abrindo um fórum onde os participantes entenderam que todos têm as mesmas
preocupações, incluindo as restrições orçamentárias e a tentativa de acompanhar os
avanços tecnológicos do mundo moderno. Em consequência, foram feitos acordos para
uma abordagem colaborativa, onde as nações parceiras se reunirão para promover o
intercâmbio de informações entre si através de fontes de referência cruzadas,
incluindo a troca de artigos, fotos e fatos sobre eventos e exercícios de relevância
para toda a região e que acontecem em cada um dos países.


Share