Promessa Contínua 2017, um compromisso com nações parceiras

Continuing Promise 2017, a Commitment to Partner Nations

Por Maria Carolina González García, Information Operations Coordinator, SOUTHCOM J39/Security Cooperation Office, U.S. Embassy in Colombia
abril 28, 2017

Na Colômbia, a missão concentrou-se no corregimento de Mayapo, uma região indígena da tribo Wayúu, localizado a cerca de 40 quilômetros de Rihoacha, a capital da região de Guajira, onde, em dez dias, mais de 10.000 pessoas foram atendidas, grande parte pertencente à tribo indígena. Na Escola Etnoeducativa Laachon da região, membros da Marinha dos EUA e 35 médicos voluntários colombianos ofereceram atendimento médico sem custo algum para os beneficiados, em especialidades que incluíram oftalmologia, odontologia, ginecologia, medicina infantil, medicina preventiva, medicina geral, entre outras. Além do atendimento médico, foram feitos cerca de 50 intercâmbios de especialistas (SMEE, por sua sigla em inglês) entre pessoal médico especialista norte-americano e colombiano, dos quais participaram aproximadamente 900 pessoas. “Nossa visita nos dá a oportunidade de continuar construindo sobre o que foi estabelecido em missões anteriores bem-sucedidas, enquanto trabalhamos com nossas nações parceiras para deixar um impacto positivo nas comunidades locais”, manifestou o Capitão Errin Armstrong, comandante da missão em 2017. “As relações criadas durante operações como a da Promessa Contínua ajudam a fomentar confiança e cooperação entre os países da região.” CP17 na Colômbia Na Colômbia, a missão concentrou-se no corregimento de Mayapo, uma região indígena da tribo Wayúu, localizado a cerca de 40 quilômetros de Rihoacha, a capital da região de Guajira, onde, em dez dias, mais de 10.000 pessoas foram atendidas, grande parte pertencente à tribo indígena. Na Escola Etnoeducativa Laachon da região, membros da Marinha dos EUA e 35 médicos voluntários colombianos ofereceram atendimento médico sem custo algum para os beneficiados, em especialidades que incluíram oftalmologia, odontologia, ginecologia, medicina infantil, medicina preventiva, medicina geral, entre outras. Além do atendimento médico, foram feitos cerca de 50 intercâmbios de especialistas (SMEE, por sua sigla em inglês) entre pessoal médico especialista norte-americano e colombiano, dos quais participaram aproximadamente 900 pessoas. Os SMEEs têm grande impacto nas comunidades locais, pois os médicos colombianos têm a oportunidade de intercambiar práticas e aprender sobre novas técnicas e procedimentos em algumas especialidades, o que lhes confere maior capacidade para atender à população. Com um investimento de quase US$ 5 milhões nos sete anos da missão, foi possível beneficiar setores importantes da população, nessa oportunidade a comunidade Wayúu. “Foi um esforço bem-sucedido para a nossa comunidade, com um atendimento muito bom. Espero que continuem trazendo mais ajudas como estas”, manifestou Maryori Cuellar, habitante de Mayapo. Serviços oferecidos Além de atendimento médico à população de Mayapo, em parceria com a organização não governamental (ONG) World Vets, cães e gatos foram castrados e vacinados contra a raiva gratuitamente. Durante os dez dias de missão, foi possível atender a 530 animais nas instalações do Instituto Colombiano Agropecuário, da seccional de Riohacha. Além disso, na Escola Etnoeducacional Laachon, a Companhia de Ação Integral do Exército Nacional e Pessoal de Ação Integral das Forças Armadas da Colômbia encarregou-se da construção de uma unidade de enfermaria doada à escola, onde os alunos poderão receber assistência médica em primeira mão. A construção faz parte de três projetos do Programa de Assistência Humanitária do SOUTHCOM, onde se concretiza o trabalho conjunto da Colômbia e dos Estados Unidos para apoiar as comunidades locais. A construção de uma cozinha para a comunidade de Playa Popoya, em Mayapo, foi mais um dos projetos realizados pelo batalhão de construção e manutenção da missão Promessa Contínua. A estrutura de madeira tem dois fornos de tijolo que permitirão aos habitantes preparar os alimentos em condições melhores, especialmente para as crianças da escola local. Fundo Historicamente, a região de Guajira sempre foi afetada pela corrupção e pela presença da guerrilha e das quadrilhas, o que dificultou a intervenção estatal durante décadas. Hoje, a região é uma das prioridades do Governo da Colômbia e de suas Forças Militares, razão pela qual o Governo dos Estados Unidos apoiou o objetivo nacional com a missão Promessa Contínua 2017, por meio da mensagem “Juntos por Guajira”. “Esse esforço conjunto entre Estados Unidos e Colômbia é um símbolo concreto de nossa amizade duradoura e demonstra que nossos laços de cooperação são fortes e assim continuarão”, afirmou o Coronel do Exército dos EUA Robert Wagner, adido militar na Colômbia, durante a inauguração oficial da Missão Promessa Contínua 2017 em Mayapo, Guajira. A Marinha Nacional da Colômbia expressou em um comunicado que, “por meio do trabalho combinado, conjunto e interagências, as forças públicas, em aliança com nações parceiras, autoridades, sindicatos e associações, continuarão contribuindo com o atendimento à população mais necessitada, como também assegurando a estabilidade e segurança na região e no país”. A missão conjunta das Forças Armadas da Colômbia e da Marinha dos Estados Unidos contou com o apoio da Polícia Nacional da Colômbia, das organizações não governamentais internacionais Children’s Vision International, Young Men’s Christian Association Colombia, Peace Corps Colombia, de 46 intérpretes de seis universidades colombianas e de vários líderes comunitários das comunidades indígenas Wayúu.
Share