Assistência humanitária, missão chave para o USSOUTHCOM

Por Dialogo
agosto 06, 2010

Missões de assistência humanitária e de alívio de desastre são um componente chave dos esforços do Comando Sul dos Estados Unidos (United States Southern Command – USSOUTHCOM) para fortalecer a cooperação regional e as parcerias com as Américas Central e Sul e países do Caribe.
As missões de assistência humanitária fornecem cuidados médicos e infraestrutura para as comunidades das nações anfitriãs, permitindo que os EUA e as nações participantes trabalhem lado a lado, enquanto as missões de alívio de desastre ajudam a preparar e a responder aos desastres naturais, além de aumentarem a capacidade de resposta e recuperação quando as catástrofes acontecem.

Normalmente as missões duram vários meses e, em geral, são realizadas nas áreas rurais e mais sacrificadas, para que as pessoas mais necessitadas recebam os serviços. Os exercícios contribuem para a manutenção das parcerias regionais e apoiam o desenvolvimento da infraestrutura civil necessária ao desenvolvimento econômico e social.
Uma dessas missões é a Novos Horizontes, uma série anual de exercícios conjuntos e combinados de assistência humanitária lançada em meados dos anos 1980 pelo Comando Sul dos EUA nas nações da América Latina e do Caribe.
Em junho de 2010, a Novos Horizontes aconteceu no Haiti, como parte do compromisso contínuo dos militares dos EUA de ajudar ao Haiti após um devastador terremoto que destruiu a nação no dia 12 de janeiro. Quinhentos soldados da Guarda Nacional fazem parte da missão responsável pela construção de escolas, melhorias nos poços de água e fornecimento de cuidados médicos nas redondezas de Gonaives, até setembro de 2010.
A Promessa Continuada, criada em 2007, é mais um exemplo de exercício anual de assistência cívica, apoiado pelos EUA e por membros médicos militares internacionais, além de agências governamentais dos EUA, ministérios regionais da Saúde, organizações não governamentais (ONGs) e instituições acadêmicas dos EUA.

A Promessa Continuada é um esforço anual para levar cuidados de saúde, assistência humanitária e apoio cívico para as comunidades da América Latina e Caribe, em nome do povo americano. Formada por militares dos EUA, forças das nações participantes e voluntários civis para alívio a bordo de um navio da Marinha dos EUA, estas equipes levam cuidados médicos, cirúrgicos, odontológicos e veterinários para toda a região. A Promessa Continuada também fornece infraestrutura e reformas, como a construção de escolas, clínicas e igrejas, e também reparos nas estradas e sistemas de distribuição de água.
A missão de 2010 começou no dia 12 de julho, quando o USS Iwo Jima partiu de Norfolk, Virgínia. O deslocamento de quatro meses para assistência humanitária e cívica está levando cuidados médicos e outros serviços de alívio para as comunidades de oito nações da América Latina e do Caribe.
O USS Iwo Jima chegou a Port de Paix, no Haiti, no dia 24 de julho, e lá permaneceu até o dia 3 de agosto. A missão está programada para visitar Coveñas, na Colômbia, entre 8 e 18 de agosto; Limon, na Costa Rica, de 20 a 30 de agosto; Puerto Barrios, na Guatemala, entre 4 e 13 de setembro; Blue Fields, na Nicarágua, entre 15 e 25 de setembro; Chiriquí Grande, no Panamá, de 27 de setembro a 7 de outubro; Georgetown, na Guyana, entre 17 e 27 de outubro; Paramaribo, no Suriname, de 28 de outubro a 10 de novembro, voltando para Norfolk, na Virgínia, no dia 15 de novembro.
Outra missão que visita a América Latina e Caribe em 2010 é a Estação Parceria do Sul (Southern Partnership Station), um deslocamento naval através do qual o USS New Orleans está conduzindo intercâmbios entre peritos nas disciplinas, projetos de relações comunitárias, fazendo distribuições com o Projeto Aperto de Mãos (Project Handclasp) e atividades esportivas. O Projeto Aperto de Mãos transporta material educacional, humanitário e de boa vontade em navios da Marinha dos EUA, para que sejam distribuídos diretamente aos destinatários necessitados por membros de serviço dos EUA lotados nos países estrangeiros ou embarcados em navios da Marinha dos EUA em visita às regiões em questão.

Membros de serviço da Argentina, Brasil, Colômbia, México, Peru e Uruguai estão embarcados no New Orleans para aumentar a interação entre estas nações participantes e a Marinha dos EUA. O navio visitou recentemente o México e o Peru, e no momento está em Bahía Málaga, na Colômbia, onde permanecerá até 18 de agosto, finalizando seu deslocamento de três meses com uma visita final ao Panamá.
Tanto o USS New Orleans quanto o USS Iwo Jima incluirão equipes de emergência que realização exercícios conjuntos com a Marinha colombiana, como parte de uma iniciativa interoperacional para preparar respostas rápidas e eficientes para desastres naturais, particularmente com vistas à estação de furacões que se aproxima da região do Caribe no segundo semestre de 2010.
A visita destas unidades faz parte de exercícios multinacionais de alívio humanitário que estão sendo realizados com os países da região, incluindo a Operação Unitas e a Operação Panamax, que fazem treinamento para as tripulações navais.






Share