Colômbia prende pioneiro em ‘submarinos de drogas’

Por Dialogo
março 19, 2012



BOGOTÁ, Colômbia – A polícia colombiana anunciou em 17 de março a prisão de José Samir Rentería, procurado pelos Estados Unidos como o suposto pioneiro no uso de pequenos submarinos para o transporte de drogas.
Rentería, vulgo “Morfi”, era procurado por autoridades americanas e colombianas por supostamente embarcar cocaína nos submarinos, informou a polícia em seu site.
Preso em Cali, Rentería teria começado a enviar drogas a partir da cidade portuária de Buenaventura, no Oceano Pacífico, na década de 1980.
Depois, o suspeito, que possui conhecimentos de mecânica, teria formado alianças com uma frente das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) e a gangue criminosa Los Rastrojos.
Rentería também teria servido de ponte entre o cartel colombiano do Norte del Valle e o cartel mexicano de Sinaloa, de acordo com a polícia.
Autoridades colombianas interceptaram ao menos cinco carregamentos nos quais o suspeito teria participação entre 2002 e 2009, quando 14,5 toneladas de cocaína foram confiscadas e outras 20 pessoas foram detidas.
Desde 2003, autoridades colombianas apreenderam pelo menos 66 veículos semissubmersíveis de fabricação caseira utilizados por traficantes de drogas, segundo dados da marinha.
O estado americano da Flórida buscava Rentería desde dezembro de 2010.

[AFP, 17/03/2012; Elespectador.com (Colômbia), 17/03/2012]

Share