Oficial chileno se destaca na Academia de Guerra Naval dos EUA

Chilean Officer Stands Out at U.S. Naval War College

Por Felipe Lagos/Diálogo
setembro 18, 2018

Alunos militares americanos se beneficiam com cursos ministrado por um oficial da Marinha do Chile através da Academia de Guerra Naval dos EUA (USNWC, em inglês). O Capitão-de-Fragata da Marinha do Chile Sergio Gómez dará vários cursos e participará de conferências sobre resposta humanitária em instituições militares e civis até 2019.

O oficial chileno assumiu a função de instrutor como parte de seus estudos na Faculdade de Comando Naval (NCC, em inglês) da USNWC e continua como professor militar convidado do programa de Resposta Humanitária Cívico-Militar da Faculdade de Guerra Operacional Marítima da USNWC. O oficial recém-formado é o 39º oficial da Marinha do Chile a se formar pela USNWC.

O objetivo do intercâmbio acadêmico é criar confiança e cooperação e promover a interoperacionalidade entre os oficiais internacionais e americanos. Através do programa, os oficiais adquirem um entendimento comum sobre os desafios globais no âmbito da defesa e da segurança e se tornam agentes multiplicadores, compartilhando o aprendizado com seus homólogos e futuros especialistas.

“O objetivo principal é possibilitar uma vasta gama de visões e experiências para enriquecer o debate acadêmico”, disse à Diálogo o Capitão-de-Fragata da Marinha do Chile Alberto Guerrero García, que se formou na NCC em 2017. “Como dizia um dos meus professores, ‘ao terminarem o curso os alunos olham e entendem o mundo sob um prisma diferente.’”

Bagagem curricular forte

O CF Gómez se formou na NCC com honras, após concluir 11 meses de estudos em um curso dirigido a oficiais superiores das marinhas mundiais. No dia 15 de junho de 2018, o secretário de Defesa dos EUA James N. Mattis comandou a cerimônia de formatura que reconheceu 103 oficiais internacionais e 323 alunos de instituições militares e agências de segurança dos EUA. Junto com o CF Gómez, oficiais latino-americanos do Brasil, da Colômbia, do Haiti, do México, do Peru e da República Dominicana participaram da promoção 2018.

“Minha experiência como aluno da USNWC e especificamente da NCC foi fascinante”, disse à Diálogo o CF Gómez. “Antes de tudo, conhecer e interagir com os companheiros de curso de 50 países distintos é uma oportunidade única para se criar amizades profissionais e pessoais para toda a vida. Em segundo lugar, houve a possibilidade de receber um ensino do mais alto nível acadêmico por parte de docentes de prestígio mundial e uma bagagem curricular forte e atualizada da USNWC.”

O currículo da NCC consiste em três cursos principais sobre operações militares conjuntas, tomada de decisões em segurança nacional e formulação de estratégias e políticas. Durante os cursos, os alunos analisam em profundidade os níveis operacionais e as estratégias de guerra, detalham o papel das forças militares e se focam na liderança estratégica, entre outros temas. Além disso, os estudantes participam de estudos no campo em várias instituições governamentais e acadêmicas dos EUA.

“O programa internacional da USNWC é uma iniciativa única no âmbito mundial, que consegue combinar um rigoroso programa acadêmico com um forte componente de intercâmbio cultural e experiências profissionais com oficiais de todo o mundo”, explicou o CF Guerrero. “Na minha opinião, esse intercâmbio só traz benefícios para a nossa instituição e para o país, criando um ciclo virtuoso que potencializa o preparo profissional de nossos oficiais, enquanto consolida as relações internacionais em nível institucional.”

Colaboração estreita

Como parte do intercâmbio, o CF Gómez ministrou em meados de abril uma série de cursos sobre resposta humanitária na Universidade de Harvard, em Cambridge, Massachusetts, no âmbito do programa Iniciativa Humanitária Harvard. O curso culminou com o cenário simulado de uma operação humanitária em um país em conflito, onde o oficial desempenhou o papel de uma delegação militar chilena enviada a uma missão de ajuda humanitária.

Em meados de agosto, o oficial participou do Seminário de Resposta Humanitária Cívico-Militar da USNWC, organizado pela Universidade Brown. Mais de 100 especialistas e oficiais internacionais, bem como dezenas de organizações civis e instituições militares, participaram da conferência que promoveu a cooperação cívico-militar em casos de desastres ou situações de crises.

“Como professor militar convidado para o Programa de Resposta Humanitária Cívico-Militar, pude interagir com o mundo acadêmico dos EUA, participando de seminários, simulações e reuniões com as universidades de Harvard, Brown, Yale, MIT [Instituto de Tecnologia de Massachusetts] e também com [a Organização das] Nações Unidas”, disse o CF Gómez. “Minhas expectativas são as de contribuir com a perspectiva de um país estrangeiro, bem como com minha experiência de 24 anos de serviço na Marinha do Chile, para a formação de alunos militares e civis das diversas instâncias acadêmicas.”

A Marinha do Chile tem uma longa história de intercâmbios acadêmicos com a USNWC. Criada em 1884 em Newport, Rhode Island, a academia naval americana é a mais antiga do mundo. Em 1956, a USNWC inaugurou a NCC com 23 alunos, incluindo um oficial chileno, e iniciou um intercâmbio estreito com o país sul-americano.

“A colaboração estreita, tanto na área operacional quanto na acadêmica, permitiu que ambas as marinhas operassem e colaborassem em conjunto em várias ocasiões e cenários”, concluiu o CF Gómez. “Vale destacar a marca que meus predecessores deixaram com a sua contribuição para as atividades da USNWC, tanto como alunos quanto como professores, prestigiando a Marinha do Chile e elevando o nome do nosso país.”
Share