Brasileiros mostram que são bons de luta

Brazilians Show They Know How To Fight

Por Dialogo
julho 24, 2011


O Brasil é o país do futebol, mas também das lutas. Os 5º Jogos Mundiais Militares ajudam a mostrar que o boxe e as artes marciais (judô e taekwondo) são bem difundidas no país e conquistam bons resultados. No Rio de Janeiro, juntas, essas modalidades garantiram 28 medalhas aos anfitriões, sendo 12 de ouro.

Das três lutas, a mais vitoriosa foi o judô. Os brasileiros conquistaram cinco ouros, quatro pratas e três bronzes. Na seleção militar, havia muitos atletas que também competem pelo time olímpico, e os Jogos do CISM serviram como uma preparação para a Olimpíada de Londres, no ano que vem.

“Estou muito feliz com o nosso rendimento. Não só eu, mas toda a equipe mostrou que o judô brasileiro é forte e pode encarar qualquer adversário”, comentou o judoca Luciano Corrêa, que, no sábado (23), conquistou a medalha de ouro na categoria até 100kg.

Outra arte marcial de origem oriental, o taekwondo também rendeu bons frutos ao esporte brasileiro, com três ouros, quatro pratas e três bronzes. A última medalha de ouro foi conquistada também no sábado pela Marinheira Débora Nunes na categoria até 73kg.

“A participação da seleção militar de taekwondo mostra que é um esporte que tem muito potencial no Brasil. Já temos uma medalhista olímpica (Nathália Falavigna, bronze em Pequim) e temos capacidade de formar ainda mais atletas. Temos que investir”, comentou Nunes.

Quatro ouros em um dia só
Outra luta com resultados de destaque é boxe. No último dia de competição, o Brasil conquistou quatro medalhas de ouro na modalidade. Os vencedores foram Gidelson Oliveira, na categoria acima de 91kg, Robenílson Jesus, na até 56kg, Robson Conceição, na até 60kg, e Everton Lopes, na até 64kg. Todos são sargentos do Exército.

“Agradeço às Forças Armadas que deram uma oportunidade única de treinamento. Viajamos para muitos torneios. Fomos capacitados durante os últimos dois anos para lutarmos a nossa melhor luta aqui no Rio”, comentou Robenílson Jesus, que nasceu na Bahia e treina em São Paulo.

Nas três modalidades, o Brasil liderou o quadro de medalhas.



BRASIL ....... BOM NAS LUTAS
Share