Exército brasileiro assume o controle na Bahia

Por Dialogo
fevereiro 07, 2012


As forças de segurança brasileiras assumiram o controle na Bahia em 5 de fevereiro, fazendo o patrulhamento das principais vias da capital Salvador, depois do grande aumento no número de assassinatos e crimes violentos decorrente de uma greve do setor policial.



Uma força de 2.600 militares do Exército, Marinha e Polícia Federal foi enviada para o quarto mais populoso estado do Brasil após uma greve dos policiais iniciada em 3 de fevereiro por aumento salarial, poucas semanas antes do Carnaval.



As autoridades do estado (nordeste) disseram que 76 crimes foram registrados nos últimos cinco dias, o dobro ocorrido no mesmo período do ano passado. Assaltos e pilhagens ao comércio também aumentaram.



A greve e o aumento da violência acontecem a apenas duas semanas antes da chegada de milhões de turistas para o principal evento turístico brasileiro, o Carnaval. A Bahia, com 13,6 milhões de habitantes, é um dos mais importantes centros carnavalescos do país.



“Esta greve, da forma como vem sendo conduzida, é inaceitável”, disse o ministro brasileiro da Justiça, José Eduardo Cardozo.



Soldados brasileiros estão em vários pontos de Salvador para evitar mais violência, patrulhando rodovias e as famosas praias da cidade.



“Nos últimos dois dias não saí de casa”, disse aos repórteres o executivo Marco Baghin. “Não faz sentido correr riscos de ser atacado ou assaltado”.



O medo do crime afetou negativamente a economia. Pedro Galvão, presidente da Associação de Agências de Viagens da Bahia, disse ao jornal brasileiro O Globo que 10 por cento dos turistas já haviam cancelado suas reservas de passagens e hotéis para o Carnaval.



Cerca de 10 mil policiais, ou um terço da força policial da Bahia, estavam em greve, exigindo aumento de 50 por cento nos salários, melhores condições de trabalho, sem retaliações, disse o Departamento de Segurança Pública. A média salarial de um policial é de cerca de US$ 867 mensais.






Share