• Home »
  • Notícias »
  • Brasil assume a presidência da XV Conferência dos Ministros da Defesa das Américas

Brasil assume a presidência da XV Conferência dos Ministros da Defesa das Américas

Brasil assume a presidência da XV Conferência dos Ministros da Defesa das Américas

Por Taciana Moury/Diálogo
abril 12, 2021

O Brasil presidirá pelo próximo biênio 2021/2022 a XV Conferência dos Ministros da Defesa das Américas (CMDA) integrada por 34 países das Américas e do Caribe.

O General de Exército César Augusto Nardi de Souza, chefe de Assuntos Estratégicos do Ministério da Defesa (MD) do Brasil, assumiu a função de secretário-geral da XV CMDA, e o Contra-Almirante da Marinha do Brasil Carlos Augusto Chaves Leal Silva, subchefe de Organismos Internacionais do MD, foi designado para a função de secretário executivo.

Na imagem, o General de Exército César Augusto Nardi de Souza, do Exército Brasileiro, e o Contra-Almirante da Marinha do Brasil Carlos Augusto Chaves Leal Silva, durante a posse realizada por videoconferência. (Foto: Igor Soares/Ministério da Defesa do Brasil)

A CMDA promove o conhecimento recíproco, a análise, o debate e o intercâmbio de ideias e de experiências na área da defesa, segurança e integração. O Brasil participou das conferências e de suas atividades decorrentes desde a primeira CMDA, realizada em 1995, nos Estados Unidos.

O Gen Ex Nardi destacou à Diálogo o desafio e a importância para o país de estar à frente da CMDA, considerada o principal fórum do continente americano quanto à defesa e segurança. “Presidir esse fórum significa poder contribuir, com esforços ainda maiores, para fomentar o intercâmbio de experiências e assim promover maior cooperação e confiança entre os países membros, ampliando a nossa participação nos esforços para a integração, o diálogo, a cooperação, o apoio e a segurança nas Américas”, declarou.

Segundo o oficial, o país que preside a CMDA tem como responsabilidade preparar a Agenda Temática que deve conter os assuntos de interesse comum nesse âmbito. “O ciclo 2021/2022, referente à XV CMDA vai dar continuidade às atividades em andamento, além de iniciar trabalhos de colaboração no âmbito da defesa cibernética e do espaço cibernético. Esse novo tema caracteriza-se como um dos mais importantes a serem explorados”, afirmou o Gen Ex Nardi.

Em 2021, serão mantidas as tratativas para implantação do Protocolo de Ação de Assistência Humanitária e Socorro em casos de desastres naturais, por meio de um grupo de trabalho. Além disso, o Brasil coordenará as atividades referentes aos grupos de trabalho com o tema “Mulher, Paz e Segurança” e “Ciberdefesa e Ciberespaço”.

Share