Argentina captura dois navios chineses por praticarem pesca ilegal

Por Dialogo
dezembro 28, 2012


A Prefeitura Naval Argentina (Guarda-Costeira) capturou, em 25 de dezembro, dois navios de bandeira chinesa que pescavam ilegalmente em águas argentinas do Atlântico, na altura da província de Chubut (sul), após efetuar “disparos intimidatórios”, informou a instituição, em 26 de dezembro.

“O patrulheiro Thompson GC-26, da Guarda-Costeira, capturou os dois navios de bandeira chinesa que pescavam ilegalmente na Zona Econômica Exclusiva” (200 milhas náuticas, equivalentes a 370,4 quilômetros, a partir do limite exterior do mar territorial) e “os dois transportavam, juntos, cerca de dez toneladas de camarões congelados”, informou um comunicado da instituição.

Os dois pesqueiros foram detectados a 400 quilômetros águas adentro do Atlântico, na altura do balneário turístico de Puerto Madryn, na província de Chubut (cerca de 1.500 quilômetros ao sul de Buenos Aires), acrescentou o documento.

Segundo a Guarda-Costeira, a tripulação do patrulheiro argentino Thompson GC-26 realizou, em 25 de dezembro, “uma operação de perseguição” com “disparos intimidatórios”, culminando com a captura dos dois navios de bandeira chilena LU Rong Yu 6177 eLU Rong Yu 6178.

A Guarda-Costeira disse que o patrulheiro “estabeleceu reiteradas comunicações por rádio com ambos os navios e foram enviados sinais sonoros, segundo os regulamentos internacionais”, mas não recebeu qualquer tipo de resposta dos dois navios que, em contrapartida, iniciaram “manobras de fuga com a intenção de sair da Zona Econômica Exclusiva sem serem capturados”.

“Imediatamente, o patrulheiro da Guarda-Costeira iniciou uma operação de perseguição e efetuou disparos intimidatórios, conseguindo deter a marcha de ambos os pesqueiros”, explicou a instituição de segurança.



Share