Promessa Contínua 2019 assiste migrantes venezuelanos em Santa Marta, Colômbia

Promessa Contínua 2019 assiste migrantes venezuelanos em Santa Marta, Colômbia

Por Carolina González / Diálogo
agosto 30, 2019

A assistência médica, que incluiu mais de 100 cirurgias, beneficiou as populações menos favorecidas, bem como os migrantes venezuelanos na Colômbia. Segundo os dados de julho de 2019 da Migração Colômbia, os migrantes venezuelanos alcançaram a cifra de 1.400.000 habitantes. Na região de Santa Marta vivem aproximadamente 70.000 venezuelanos, dos quais muitos não têm acesso aos serviços de saúde.

O Almirante de Esquadra da Marinha dos EUA Craig S. Faller, comandante do Comando Sul dos Estados Unidos, afirmou no início da missão Promessa Contínua 2019: “O Comando Sul dos EUA tem o compromisso de apoiar nossos aliados da América Latina e do Caribe, assim como os venezuelanos desalojados que continuam migrando do seu país, devido à terrível opressão do regime de Maduro e sua própria crise política e econômica, que gerou essa crise humanitária.”

O presidente da Colômbia Iván Duque visitou o navio durante a sua missão na Colômbia e agradeceu aos Estados Unidos “pelo importante apoio prestado no atendimento a cerca de 6.000 pacientes. Conhecemos o importante trabalho médico e humanitário realizado pelos profissionais do navio-hospital USNS Comfort. Agradecemos ao governo dos EUA a atenção prestada às comunidades vulneráveis, especialmente aos migrantes venezuelanos”, declarou o presidente Duque.

O secretário de Saúde dos Estados Unidos Alex Azar também destacou a importância da solidariedade da Colômbia face à crise humanitária na Venezuela, que resultou na migração de mais de quatro milhões de venezuelanos nos últimos quatro anos, segundo relatório apresentado pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, em junho de 2019. “Quero ressaltar o fantástico trabalho feito pela equipe do navio USNS Comfort, que é um grande símbolo da generosidade dos Estados Unidos”, disse Azar.

Uma das pacientes venezuelanas atendidas durante a missão expressou seu agradecimento, ao mesmo tempo em que ressaltou que teve que fugir do seu país pela falta de serviços médicos e medicamentos. “A hiperinflação na Venezuela é o que mais nos afetou. Tudo isso graças a um governo que é muito corrupto.

Colombian President Iván Duque visited patients seen on the USNS Comfort. (Photo: U.S. Embassy, Colombia)

 

Os serviços de saúde são deploráveis; a situação do país é deprimente. Todos os dias morrem crianças recém-nascidas e pessoas que poderiam ser salvas, mas o governo de Maduro está nos deixando morrer”, afirmou Maria Alvarado, vinda de Maracaibo, Venezuela, e que vive há dois anos e meio na Colômbia com o marido e seus três filhos.

A missão Promessa Contínua existe há 12 anos e realiza visitas à América Latina, oferecendo tratamentos de especialistas em saúde e cirurgias a pessoas de baixa renda, além de ajudar com a construção de escolas, atendimento veterinário e intercâmbios médicos com especialistas dos países que recebem a missão.

Share