Pompeo acusa Maduro de utilizar a comida como “arma política” na Venezuela

Pompeo acusa Maduro de utilizar a comida como “arma política” na Venezuela

Por Voz da América
novembro 14, 2019

O secretário de Estado dos EUA Mike Pompeo acusou o regime de Nicolás Maduro de utilizar a comida como “arma política”. Segundo Pompeo, mais de 90 por cento dos venezuelanos não podem obter o necessário para cobrir suas necessidades alimentícias básicas.

O secretário de Estado tem sido uma voz chave no governo dos EUA para tornar a crise venezuelana visível para a comunidade internacional.

“Mais de 280 milhões de pessoas sofrem com fome crônica, incluindo 94 por cento de venezuelanos que não podem cobrir as necessidades diárias de alimentação. Os venezuelanos se referem a isso como a ‘dieta de Maduro’”, disse Pompeu no dia 16 de outubro de 2019 em seu perfil no Twitter, junto com um vídeo.

“Embora os EUA doem milhões de dólares em ajuda, Maduro utiliza a comida como arma política”, acrescentou.

Além disso, ressaltou que “Maduro obriga os venezuelanos desesperados a escolherem entre comida e liberdade”.

O vídeo inclui o áudio de uma mulher advertindo quanto às condições, entre elas a obrigação de assinar um documento (uma petição contra os EUA), para obter as caixas de comida que o governo distribui como parte da iniciativa conhecida como Comitê Local de Abastecimento e Produção (CLAP). “Os chefes de família que não assinarem não receberão o benefício da bolsa CLAP”, ouve-se no vídeo.

“Não acho que precise assinar para receber uma caixa pela qual já paguei”, disse outra mulher no mesmo vídeo.

Segundo o regime de Maduro, as caixas de comida foram criadas para combater a escassez, mas a iniciativa vem sendo criticada por vários países por ser utilizada como instrumento de pressão política sobre os venezuelanos e por denúncias de corrupção.

Share