Paraguai realiza apreensão recorde de cocaína

Paraguai realiza apreensão recorde de cocaína

Por Juan Delgado/Diálogo
novembro 20, 2020

A maior apreensão de cocaína da história do Paraguai ocorreu na noite de 19 de outubro, quando autoridades encontraram quase 3 toneladas de cocaína escondida em contêineres de carvão vegetal, em um porto privado da cidade de Villeta, a 30 quilômetros de Assunção.

A cocaína apreendida, depois da inspeção de 11 contêineres, totalizou 2.906 quilos, informou o Ministério do Interior do Paraguai em um comunicado. A IP, agência de notícias do Estado, declarou que a droga seria destinada a Israel.

A apreensão de cocaína foi uma operação da Unidade de Investigação Sensível, constituída por membros da Polícia Nacional do Paraguai (PNP), que lideraram esta operação, juntamente com a assistência da Coordenação Administrativa de Investigação Aduaneira, PNP Antinarcóticos e Procuradores da Unidade Especializada na Luta contra o Tráfico de Drogas.

No dia 13 de outubro, agentes da SENAD destruíram 9 toneladas de maconha na região de Caaguazú, durante operações contra o narcotráfico. (Foto: Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai)

“A Conexão Assunção – Buenos Aires – Antuérpia (Bélgica) e finalmente Israel seria a rota utilizada para o transporte do carregamento”, disse Euclides Acevedo, ministro do Interior do Paraguai, segundo o jornal La Nación. “Entretanto, o destino final da droga não era Israel, pois dali ela partiria para outros locais. Agora tudo isso será investigado. Os agentes especiais percorrerão a rota virtualmente para descobrir o modus operandi.”

O comissário Osvaldo Ávalos, chefe do Departamento Antinarcóticos da Polícia Nacional, que liderou a operação, informou ao jornal digital Última Hora que a Polícia Nacional realizou várias incursões, onde recolheu documentos e celulares que permitirão o avanço da investigação.

“Foi uma vitória, um forte golpe histórico contra o crime organizado e é o compromisso do nosso governo, e vamos continuar trabalhando” declarou o presidente paraguaio Mario Abdo Benítez, após uma visita ao porto privado, segundo um comunicado da presidência. “É significativo, é a maior carga, já batemos recordes no ano passado, mas agora ultrapassamos nosso próprio recorde de apreensão de cocaína.”

Em fevereiro de 2019, a IP reportou a apreensão de 2.580 kg de cocaína realizada pela Secretaria Nacional Antidrogas (SENAD) no estado de Concepción, que foi considerada na época a apreensão recorde do país.

Destruição de plantações de maconha

Por outro lado, durante uma operação realizada no dia 13 de outubro, agentes da SENAD destruíram 9 toneladas de maconha na região de Caaguazú. Os agentes entraram em uma fazenda para erradicar cultivos de maconha e destruir locais de armazenamento da droga.

“Após a ação, foi descoberta uma superfície composta por maconha recém-cultivada e que já estava pronta para colheita. Com evidentes indícios de desmatamento, havia também na região barracas montadas com a droga em processo de secagem e parte da mesma já embalada”, explicou um comunicado da SENAD.

De acordo com o Relatório Estratégia Internacional de Controle de Narcóticos 2020 do Departamento de Estado dos EUA, o Paraguai continua sendo um dos maiores produtores de maconha do hemisfério ocidental, além de ser país de trânsito para a cocaína andina.

Share