Força Aérea Brasileira inaugura estação radar e amplia o monitoramento na fronteira

Força Aérea Brasileira inaugura estação radar e amplia o monitoramento na fronteira

Por Taciana Moury/Diálogo
julho 12, 2021

A Força Aérea Brasileira (FAB) inaugurou, no dia 30 de junho de 2021, a nova Estação Radar de Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul (MS). A estação é a terceira da série de novos radares instalados pela FAB ao longo da fronteira na região centro-oeste do país. A primeira estação entrou em operação em agosto de 2020, na cidade de Corumbá, e a segunda em março de 2021, em Porto Murtinho, também em MS.

O objetivo dos novos equipamentos é potencializar a identificação de aeronaves voando a baixa altura na região de fronteira do Brasil com a Bolívia e o Paraguai, aumentando a detecção de tráfegos não autorizados ou de emprego ilícito. Segundo informações do jornal Correio do Estado, os dois países vizinhos são os principais pontos de partida de voos clandestinos para o transporte de drogas, especialmente de cocaína.

“Somente no ano passado, por exemplo, foram interceptadas perto de 4 toneladas de cocaína em voos clandestinos da Bolívia para o Brasil. O efeito da instalação dos radares na fronteira no combate ao tráfico de drogas pode representar um aumento no número de apreensões e também coibir a frequência de voos transportando drogas no país”, revelou a reportagem.

A Estação Radar de Ponta Porã foi a terceira implantada pela FAB. Já estavam em operação as estações radar das cidades de Corumbá e Porto Murtinho, todas em Mato Grosso do Sul. (Foto: Terceiro-Sargento Bianca Viol da Força Aérea Brasileira)

O comandante da FAB, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior, destacou, durante a cerimônia de inauguração, a potencialização da operacionalidade da FAB com a nova Estação Radar de Ponta Porã. “A aquisição da capacidade advinda da operação desses três radares é coerente com o alinhamento dos objetivos da Estratégia Nacional de Defesa, que considera a vigilância do espaço aéreo uma importante responsabilidade para a consolidação das demais tarefas da Força Aérea Brasileira”, disse o Ten Brig do Ar Baptista Júnior. “Os novos radares irão fortalecer a vigilância aérea e coibir a prática constante de crimes transfronteiriços praticados por aeronaves voando a baixa altura”.

Ainda na cerimônia de inauguração, o governador de MS, Reinaldo Azambuja Silva, reforçou a importância das ações integradas em prol da atuação na proteção das fronteiras no estado: “No ano de 2020, as nossas forças de segurança, com as forças federais, apreenderam mais de 760 toneladas de drogas que iriam para todo o Brasil. Proteger as fronteiras é proteger o Brasil.”

Benefícios

A nova Estação Radar de Ponta Porã está equipada com um radar primário de longo alcance e um secundário. Possui uma capacidade de detecção de aeronaves dentro da sua área de cobertura com o alcance de até 450 quilômetros, correspondendo a cerca de 636.000 quilômetros quadrados, equivalente a quase duas vezes a área do estado de MS.

Os equipamentos estão preparados para operar 24 horas por dia, 365 dias por ano, e as informações geradas podem ser visualizadas pelos controladores de tráfego aéreo do Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA II), organização do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), sediada em Curitiba, Paraná, e responsável pelo controle do espaço aéreo na região.

De acordo com informações publicadas na revista Aeroespaço, do DECEA, a integração das informações de radar permite aos controladores do CINDACTA II identificar os voos em baixas altitudes na região de fronteira, trazendo benefícios operacionais tanto para o controle civil das aeronaves, quanto para a defesa aérea.

Share