Estados Unidos anunciam mais assistência humanitária para a Venezuela

Estados Unidos anunciam mais assistência humanitária para a Venezuela

Por Steven McLoud/Diálogo
outubro 05, 2020

Durante uma visita a Boa Vista, Brasil, como parte de sua viagem de três dias pela América do Sul, o secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, anunciou que seriam destinados cerca de US$ 348 milhões em ajuda humanitária adicional dos EUA, em resposta à crise na Venezuela.

“Os Estados Unidos estão demonstrando o nosso compromisso contínuo com o povo venezuelano e nossa resposta à atual crise humanitária provocada pelo regime corrupto e ilegítimo de Maduro”, disse o Departamento de Estado em uma declaração por escrito, no dia 19 de setembro.

Essa assistência humanitária adicional dos EUA inclui apoio aos mais de sete milhões de venezuelanos em extrema necessidade na Venezuela, bem como aos mais de cinco milhões que buscaram asilo nos países da região, como Colômbia, Brasil, Equador e Peru. De acordo com o Departamento de Estado, esses novos recursos financeiros elevam o valor total da assistência humanitária e de desenvolvimento dos EUA para a Venezuela para mais de US$ 1,2 bilhão desde 2017, sem incluir o financiamento suplementar para a luta contra a COVID-19.

A assistência ao país ameaçado incluirá alimentos urgentemente necessários; assistência direta em espécie; apoio com fornecimento de água, saneamento e higiene; atendimento de saúde emergencial e suprimentos médicos; e proteção aos grupos vulneráveis, como mulheres, jovens e povos indígenas, principalmente durante a pandemia da COVID-19.

Durante a visita a Boa Vista, o secretário Pompeo se reuniu com seu homólogo, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e enfatizou a liderança regional do Brasil na assistência humanitária aos refugiados venezuelanos.

“Senhor ministro das Relações Exteriores, a compaixão e o apoio à liberdade de seu governo nessa região é um verdadeiro modelo para todo o hemisfério. Seu país deu abrigo a quase 265.000 venezuelanos extremamente necessitados. Obrigado por isso”, disse Pompeo.

Os Estados Unidos continuam a ser o maior prestador individual de assistência humanitária e de desenvolvimento em todo o mundo, inclusive para os venezuelanos necessitados.

Share