Equador combate o narcotráfico com apoio dos EUA

Equador combate o narcotráfico com apoio dos EUA

Por Julieta Pelcastre/Diálogo
outubro 14, 2020

O governo dos Estados Unidos destinou US$ 7 milhões ao Equador, no dia 3 de setembro de 2020, para melhorar a infraestrutura da administração de justiça e segurança, com o objetivo de fortalecer a luta contra o narcotráfico e o crime organizado transnacional. A Polícia Nacional do Equador não baixa a guarda contra o narcotráfico e apreendeu mais de 9,6 toneladas de entorpecentes entre 30 de agosto e 9 de setembro.

“A cooperação internacional se torna uma alternativa de apoio estratégico para os objetivos nacionais de luta contra esses flagelos mundiais”, disse o chanceler equatoriano Luis Gallegos, após destacar que as relações entre os dois países estão em seu melhor momento.

Os recursos servirão para ativar programas de assistência técnica, capacitações, doações de equipamentos e renovações das infraestruturas das instituições dos sistemas de justiça e segurança, e se somam aos quase US$ 10,5 milhões já aprovados pelo Congresso dos EUA em 2018, disse a Embaixada dos EUA no Equador.

O embaixador dos EUA no Equador, Michael J. Fitzpatrick, acrescentou que os Estados Unidos continuarão a oferecer assistência para “implantar boas práticas que equipem os policiais, promotores, juízes e funcionários do Comando de Guarda-Costas, para que eles tenham as ferramentas que permitam combater efetivamente as redes do crime e máfias internacionais”.

O trabalho realizado pela Polícia Nacional do Equador continua rendendo frutos. Isso se evidencia com a operação realizada no dia 11 de setembro em um hotel na província de Esmeraldas, onde as autoridades confiscaram 1.028 quilos de cocaína escondida em caixas de camarões que seriam enviadas aos mercados internacionais. Três pessoas foram detidas nessa ação.

Em outra operação realizada entre 5 e 9 de setembro, as unidades policiais desenvolveram 11 ações em diferentes províncias do país, resultando na apreensão de 6,4 toneladas de maconha e cocaína. As autoridades prenderam 12 cidadãos de diferentes nacionalidades, informou a polícia.

No dia 30 de agosto, as forças de segurança desferiram outro golpe contra o narcotráfico no Porto de Guayaquil. A ação culminou com a apreensão de 2,2 toneladas de cocaína escondidas no interior de dois contêineres em um navio que zarparia em quatro horas para a Bélgica, informou a revista equatoriana Vistazo.

No âmbito nacional, entre janeiro e agosto de 2020, a polícia confiscou 61 toneladas de drogas e destruiu 17 pistas de pouso clandestinas, o que equivale a uma apreensão média de aproximadamente 1,5 tonelada de entorpecentes por semana, destacou o jornal equatoriano El Universo.

Share