Brasil: Polícia Federal fecha o cerco contra o narcotráfico

Brasil: Polícia Federal fecha o cerco contra o narcotráfico

Por Geraldine Cook
julho 02, 2020

Nas últimas semanas, a Polícia Federal (PF) intensificou as operações contra o narcotráfico em diversas regiões do Brasil. Em 19 de maio, a PF deflagrou a Operação Alias para desarticular uma organização criminosa especializada no tráfico internacional de drogas.

A organização era sediada na cidade de Guajará-Mirim, estado de Rondônia, na fronteira com a Bolívia, e contava com uma cadeia de comando dividida e estruturada. Seus integrantes traficavam drogas oriundas da Bolívia e do Peru e as enviavam a outros estados brasileiros. O líder teria utilizado vários documentos falsos para despistar a atuação policial.

Os agentes cumpriram seis mandados de prisão e quatro mandados de busca e apreensão em quatro cidades das regiões norte e nordeste. Um dos investigados está foragido no Peru.

“Os integrantes do grupo criminoso atuavam recebendo droga de fornecedores bolivianos e peruanos e transportavam o entorpecente para os centros consumidores, escondido em caminhões e automóveis”, afirmou a PF em um comunicado. A partir das investigações, os policiais frustraram quatro remessas de cloridrato de cocaína, apreendendo quase 150 quilos no total.

Os presos foram ouvidos nas delegacias e encaminhados para presídios estaduais. “Eles responderão pelos crimes de tráfico internacional de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro”, informou a PF.

Operação conjunta

Também em 19 de maio, agentes da Polícia Federal e da Polícia Civil do Paraná apreenderam quase 800 kg de maconha no âmbito da Operação Hórus. Os policiais patrulhavam o Lago Itaipu e avistaram um barco oriundo do Paraguai, atravessando para o lado brasileiro. Quando se aproximaram para realizar a abordagem, o piloto fugiu e abandonou a embarcação em um porto clandestino da região de Porto Britânia, informou a PF.

Ao efetuarem as buscas, os policiais verificaram que a embarcação estava carregada com uma substância aparentando ser maconha. “Também foi encontrada no local uma camionete branca, carregada parcialmente com a mesma substância encontrada na embarcação”, informou a PF. “Apesar das buscas realizadas no local, não foram encontrados os responsáveis pelo barco ou pelo veículo.”

A apreensão totalizou 770 kg de maconha e foi encaminhada à Delegacia da Polícia Federal em Foz do Iguaçu, na região da Tríplice Fronteira, juntamente com o barco e a camionete.

Dois presos por narcotráfico

Em 16 de maio, a PF prendeu dois ocupantes de um avião que carregava mais de 130 kg de entorpecentes no Aeródromo de Flores, em Manaus, no estado do Amazonas. Os agentes abordaram a aeronave e descobriram 125 tabletes contendo 56 kg de cocaína e 74 kg de maconha do tipo skunk, uma variedade de maconha criada seletivamente. O avião provinha da cidade de Tabatinga, também no Amazonas.

Os ocupantes da aeronave e suas bagagens foram levados à Superintendência Regional da Polícia Federal no Amazonas. “Os dois homens – o piloto, de 32 anos, e o passageiro, de 21 – foram presos em flagrante por tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico”, informou a PF.

Share