SOUTHCOM moderniza lanchas interceptoras de drogas de São Cristóvão e Neves

SOUTHCOM moderniza lanchas interceptoras de drogas de São Cristóvão e Neves

Por Lorena Baires/Diálogo
agosto 18, 2021

Select Language

O Comando Sul dos Estados Unidos (SOUTHCOM) finalizou o processo de modernização de duas lanchas interceptoras de drogas tipo Safe 33 Full Cabin, da Guarda Costeira da Força de Defesa de São Cristóvão e Neves. As embarcações foram entregues no dia 13 de julho de 2021 e fortalecerão a capacidade de patrulhamento no Mar do Caribe.

A remodelação dessas embarcações faz parte do projeto Atualização de Vida Média para Lanchas Safe Boat, do programa de Financiamento Militar no Exterior da Iniciativa de Segurança da Bacia do Caribe (CBSI-FMF, em inglês), do Departamento de Estado dos EUA e do SOUTHCOM.

“Vemos essas recentes atualizações marítimas como fundamentais para apoiar um parceiro de segurança importante como São Cristóvão e Neves e sua capacidade de proteger suas águas territoriais, deter o tráfico ilícito e combater as organizações criminosas transnacionais”, disse na Embaixada dos EUA em Bridgetown o Tenente-Coronel Shane Moran, da Força Aérea dos EUA, chefe de Cooperação para a Segurança.

As lanchas interceptoras de drogas tipo Safe 33 Full Cabin contam agora com novos motores, tecnologia digital e um pacote de reposição para sua operacionalidade contínua. (Foto: Embaixada dos EUA em São Cristóvão e Neves)

As lanchas interceptoras de drogas tipo Safe 33 Full Cabin contam agora com novos motores, tecnologia digital e um pacote de reposição para sua operacionalidade contínua. (Foto: Embaixada dos EUA em São Cristóvão e Neves)

O projeto incluiu a instalação de motores novos e pacotes de reposição, a um custo de US$ 950.000. O processo conclui com uma ação de certificação de desempenho das embarcações em alto-mar.

“Ambas as embarcações são agora ainda mais capazes de satisfazer as necessidades operacionais da organização, enquanto continuamos garantindo que nossas fronteiras marítimas e a integridade territorial da Federação estejam seguras”, disse o Capitão de Corveta W. Andrew Bass, comandante da Guarda Costeira de São Cristóvão e Neves.

Os Estados Unidos entregaram essas embarcações originalmente em 2012, como parte da ajuda da CBSI-FMF; na ocasião, as lanchas estavam equipadas com modernos instrumentos de navegação, comunicação, segurança e resgate, acrescentou a Embaixada. Agora chegou o momento de atualizá-las com tecnologia digital.

Esse programa já modernizou outras lanchas similares. Em março, foram remodeladas duas lanchas interceptoras da Unidade Marítima da Real Polícia de Dominica, e em dezembro de 2020 foram modernizadas duas embarcações de interdição litorânea da Guarda Costeira da Real Força Policial de Granada. A próxima será a atualização dos equipamentos de São Vicente e Granadinas.

O projeto de atualização é uma estratégia de cooperação dos EUA para as nações do Caribe oriental, que inclui as áreas de segurança, saúde, energia, educação, prosperidade econômica e diplomacia.

Share