Exército Sul e 1ª SFAB encerram semana de Preparação da Missão para a Operação Escudo do Álamo

Exército Sul e 1ª SFAB encerram semana de Preparação da Missão para a Operação Escudo do Álamo

Por Leanne Thomas/Exército Sul dos EUA
março 23, 2021

Select Language

O Exército Sul dos EUA sediou um seminário de treinamento pré-destacamento denominado Preparação da Missão para a Operação Escudo do Álamo, em seu quartel-general, de 23 a 25 de fevereiro de 2021, para preparar as equipes lotadas na 1ª Brigada de Assistência da Força de Segurança (1ª SFAB, em inglês) para futuras missões de treinamento e assessoria na Colômbia, Honduras e Panamá.

Como comando do componente terrestre das Forças Conjuntas do Comando Sul dos EUA (SOUTHCOM), o Exército Sul dos EUA é o quartel-general superior para as equipes de Assistência da Força de Segurança (SFA, em inglês) na área de responsabilidade (AOR, em inglês) do SOUTHCOM, pois oferecem apoio militar aos esforços diplomáticos e de desenvolvimento, tais como o fortalecimento da capacidade das forças militares profissionais para se concentrarem em logística, serviços e inteligência.

“Em nome do comandante-geral do Exército Sul, General de Brigada [Daniel] Walrath, gostaria de agradecer às equipes de SFA por estarem aqui nesta semana em apoio às próximas missões na Colômbia, Honduras e Panamá”, disse o Coronel Michael Lewczak, chefe adjunto de Estado-Maior do Exército Sul dos EUA para estratégia, planejamento e políticas. “Nesta semana houve um inestimável intercâmbio de ideias e fortalecimento do trabalho de equipe. A SFAB tem um conjunto único de habilidades que aumenta nossa capacidade de competir na AOR do SOUTHCOM. A presença dos militares do Exército dos EUA, que trabalham em conjunto com nossos parceiros regionais, significa muito para nós, para eles, e é de extrema importância militar e geopolítica para nosso país.”

 

Nesta semana houve um inestimável intercâmbio de ideias e fortalecimento do trabalho de equipe. A SFAB tem um conjunto único de habilidades que aumenta nossa capacidade de competir na AOR do SOUTHCOM. A presença dos militares do Exército dos EUA, que trabalham em conjunto com nossos parceiros regionais, significa muito para nós, para eles, e é de extrema importância militar e geopolítica para nosso país”, Coronel Michael Lewczak, chefe adjunto de Estado-Maior do Exército Sul dos EUA para estratégia, planejamento e políticas.

 

A 1ª SFAB foi a primeira SFAB de todos os tempos a apoiar o SOUTHCOM com treinamento inicial e visitas de assessoria na região em 2020. Essas equipes de assessoria são especialmente selecionadas e treinadas para avaliar, apoiar, aconselhar e fazer ligação com os aliados e parceiros na América Central e na América do Sul, e prestam assistência com base nas necessidades operacionais e institucionais das forças armadas das nações parceiras.

“A maioria das pessoas que, como eu, estiveram nas forças armadas durante 10 a 15 anos, temos experiência para proporcionar aconselhamento tático para as forças de segurança afegãs ou iraquianas, mas o que estamos tentando fazer nessa situação é diferente e se concentra mais no nível de quartel-general ou no nível operacional”, disse o Major Jesse L. Skates, principal planejador de eventos e oficial de planejamentos dos Planos de Contingência do Exército Sul dos EUA.

Durante os três dias da conferência, os membros do Exército Sul dos EUA e da 1ª SFAB se focaram inicialmente em “formar a equipe”, quando obtiveram uma visão geral mais ampla dos destacamentos futuros. No segundo dia, os membros da SFAB foram separados em equipes por país e receberam instruções sobre sustentabilidade, logística e apoio a contratos; cooperação em matéria de segurança para orientar os membros da SFAB com a Embaixada dos EUA; e informações legais e diplomáticas importantes para cada país.

“No segundo dia, queríamos dar às equipes dos diversos países orientações específicas sobre o que esperar quando chegarem ao teatro [de operações]”, disse o Maj Skates. “Então realizamos um exercício teórico que se concentrou em guiar as equipes de SFA através de cada passo do processo de destacamento.”

No final de cada dia, Keith Warman, oficial de ligação do Centro de Lições Aprendidas do Exército, do Exército Sul dos EUA, colheu opiniões sobre as lições e as melhores práticas do treinamento, para incorporá-las e fortalecer o programa de instrução de Preparação para a Missão da Operação Escudo do Álamo, para as futuras iterações.

“Quando tivermos a opinião deles, padronizaremos esse evento de treinamento e o realizaremos a cada seis meses, mais ou menos”, disse o Maj Skates. “Então ele será parte do apoio que o Exército Sul oferece a todas as SFAB na região.”

Os líderes da 1ª SFAB disseram que encerraram a semana de preparação para a missão com mais conhecimentos e aumentaram sua prontidão situacional.

“A semana de preparação da missão de SFA foi excepcional, fortalecendo realmente nossa compreensão situacional e compartilhada, preparando-nos para essa próxima iteração e para continuar levando adiante os grandes êxitos que iniciamos em Honduras, e esperamos continuar pondo em prática os conhecimentos adquiridos aqui nessa semana”, disse o Tenente-Coronel do Exército dos EUA William H. Shoemate II, comandante do 5º Batalhão lotado na 1ª SFAB, que comandará sete equipes de SFA em Honduras no final deste ano.

A 1ª SFAB, trabalhando junto com seus homólogos colombianos, hondurenhos e panamenhos, fortalece as já existentes parcerias regionais e promove uma compreensão profissional e compartilhada mais profunda dos desafios comuns no hemisfério ocidental.

Share