O USNS Comfort estará em 11 países, para ajudar a atenuar o impacto da crise na Venezuela

O navio-hospital USNS Comfort (T-AH 20) da Marinha dos EUA regressará para outro destacamento na América do Sul, América Central e no Caribe em meados de junho, para iniciar uma missão de assistência médica.
Comando Sul dos Estados Unidos | 24 maio 2019

O navio-hospital USNS Comfort (T-AH 20) da Marinha dos EUA regressará para outro destacamento na América do Sul, América Central e no Caribe em meados de junho, para iniciar uma missão de assistência médica de cinco meses, como resultado da crise humanitária causada pela atual instabilidade política e econômica na Venezuela. (Foto: Cabo da Marinha dos EUA Jonathan Clay)

O navio-hospital USNS Comfort (T-AH 20) da Marinha dos EUA regressará para outro destacamento na América do Sul, América Central e no Caribe em meados de junho, para iniciar uma missão de assistência médica de cinco meses, como resultado da crise humanitária causada pela atual instabilidade política e econômica na Venezuela.

As equipes médicas do Comfort seguirão para a Colômbia, Costa Rica, Equador, Granada, Haiti, Jamaica, Panamá, República Dominicana, Santa Lúcia, São Cristóvão e Nevis e Trinidad e Tobago em visitas de trabalho aos portos.

“Esse destacamento é uma resposta direta à crise provocada pelo regime de Maduro”, disse o Almirante de Esquadra da Marinha dos EUA Craig S. Faller, comandante do Comando Sul dos EUA, que supervisionará o destacamento. “As equipes médicas do Comfort trabalharão junto com os profissionais médicos das nações anfitriãs, que estão absorvendo milhares de migrantes e refugiados venezuelanos. A população da Venezuela está fugindo desesperadamente da sua pátria, na esperança de uma vida melhor. Estamos comprometidos em encontrar meios para apoiar o povo venezuelano e nossos parceiros regionais que compartilham o objetivo de ver um governo legítimo e democrático reinstalado na Venezuela.”

Entre outubro e dezembro de 2018, o Comfort completou o seu sexto destacamento, em uma missão de 11 semanas de assistência médica ao Equador, Peru, Colômbia e Honduras, ajudando mais de 26.700 pacientes necessitados, incluindo 599 cirurgias a bordo.

Este será o sétimo destacamento do navio-hospital na região desde 2007. As equipes médicas embarcadas prestarão atendimento a bordo e nas unidades médicas locais, ajudando a aliviar a pressão sobre os sistemas médicos nacionais, afetados em parte devido ao aumento do número de migrantes transfronteiriços. Como no último destacamento, o plano é embarcar profissionais da área médica das nações parceiras para que se unam ao esforço para prestar assistência médica aos pacientes. O destacamento demonstra a promessa duradoura dos Estados Unidos de amizade, parceria e solidariedade nas Américas.

Compartilhar:
Comente:
Gosta dessa história? Sim 560
Carregando conversa