Equipe médica da Marinha dos EUA inicia intercâmbios entre especialistas na matéria na Colômbia

Relações Públicas da Estação de Parceria do Sul 2018 | 14 setembro 2018

Relações Internacionais

Membros da Equipe de Engajamento de Saúde da Frota (FHET) da Estação de Parceria do Sul 2018 posam para uma foto de grupo a bordo do navio anfíbio de desembarque classe Whidbey Island USS Gunston Hall (LSD 44). (Foto: Cabo da Marinha dos EUA Katie Cox)

Uma equipe de profissionais da área médica da Marinha dos EUA chegou à Colômbia no dia 25 de agosto de 2018 para iniciar intercâmbios(SMEE, em inglês) e compromissos de capacitação com suas contrapartes das forças de segurança da Colômbia, na cidade de Riohacha, como parte da Estação de Parceria do Sul (SPS, em inglês) 2018.

A SPS trouxe uma Equipe de Engajamento de Saúde da Frota (FHET, em inglês) para realizar os SMEEs com representantes colombianos, incluindo intercâmbios com equipes médicas e não-médicas. Entre os tópicos específicos abordados no SMEE estão a medicina preventiva, o atendimento para baixas no combate tático, a prevenção contra doenças transmitidas por insetos e os procedimentos de resposta para assistência humanitária e ajuda em desastres.

“A FHET realizará intercâmbios entre especialistas na matéria com organizações militares e civis, para compartilhar com sucesso as melhores práticas de medicina e as lições aprendidas com a Marinha dos EUA”, disse o Capitão-Tenente David Cruz, oficial encarregado da FHET. “A equipe realizará intercâmbios em assistência humanitária e ajuda em desastres, atendimento para baixas em combate tático e saúde pública, para desenvolver parcerias fortes e efetivas em toda a área de responsabilidade do Comando Sul dos EUA [SOUTHCOM].”

Essa etapa da missão na Colômbia assinala o segundo compromisso da FHET na SPS 18, após uma bem-sucedida etapa em Trinidad e Tobago. Os membros da FHET também têm previstas etapas em Honduras e El Salvador, onde trabalharão junto às forças militares, forças de segurança e profissionais civis da saúde dessas nações.

“A função aqui é compartilhar experiências sobre atendimento pré-hospitalar em traumas, para que possamos executar as melhores práticas e evitar óbitos desnecessários”, disse a Capitão-de-Corveta Rachel Carter, enfermeira da equipe médica de emergência da Marinha dos EUA, designada à FHET. “Ao compartilharmos nossas experiências podemos nos preparar para trabalhar juntos e responder aos desastres naturais.”

Realizada anualmente pelo SOUTHCOM e executada pelas Forças Navais do Comando Sul dos EUA, a SPS é um destacamento da Marinha dos EUA com foco nas SMEEs com as forças armadas e  de segurança das nações parceiras no Caribe, na América Central e na América do Sul.

A missão SPS é normalmente apoiada pelo navio de transporte expedicionário rápido USNS Spearhead (T-EPF 1), mas a atual missão chegou à Colômbia a bordo do navio anfíbio de desembarque classe Whidbey Island USS Gunston Hall (LSD 44).

A visita do Gunston Hall à Colômbia faz parte dos exercícios Southern Seas (Mares do Sul) e UNITAS que atuam simultaneamente com a SPS. O Mares do Sul é um destacamento anual de colaboração da área de responsabilidade do SOUTHCOM, onde um grupo de tarefa se desloca para realizar vários exercícios e intercâmbios multinacionais que reforçam a interoperacionalidade, aumentam a estabilidade da região e criam e mantêm os relacionamentos regionais. A SPS, os exercícios Mares do Sul e o UNITAS atuam sob a liderança do Capitão-de-Mar-e-Guerra da Marinha dos EUA Brian J. Diebold, comodoro do Esquadrão Destroyer (DESRON, em inglês) 40.

Concentrada em aumentar as parcerias de cooperação com as marinhas regionais, a SPS tem como objetivo aperfeiçoar a prontidão operacional de todos os participantes. Além disso, a missão será uma oportunidade para que os Estados Unidos e as nações parceiras operem em um ambiente multinacional, aprimorem a coordenação, melhorem a interoperacionalidade e demonstrem flexibilidade.

A SPS é uma demonstração do forte comprometimento dos EUA com seus parceiros no Caribe, na América Central e na América do Sul, promovendo a boa vontade e reforçando nossa capacidade coletiva de responder a desastres naturais e crises humanitárias. A SPS 18 terminará em outubro de 2018.

Para mais notícias sobre a Estação de Parceria do Sul 2018, visite https://www.dvidshub.net/feature/SouthernPartnershipStation2018, no Facebook https://www.facebook.com/SouthernPartnershipStation/, no Twitter https://twitter.com/NavySPS/, ou no Instagram, https://www.instagram.com/southernpartnershipstation/.

Compartilhar:
Comente:
Gosta dessa história? Sim 2
Carregando conversa