Exército dos EUA homenageia líderes das nações parceiras

Líderes militares da Argentina e da Jamaica foram reconhecidos por seus serviços militares.
Geraldine Cook/Diálogo | 25 abril 2019

Relações Internacionais

Da esquerda para a direita: o General de Divisão da Força de Defesa da Jamaica Rocky R. Meade, chefe do Estado-Maior da Defesa, e o General de Exército da Argentina Bari del Valle Sosa, chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, foram empossados no Hall da Fama Internacional do Colégio de Comando e Estado-Maior do Exército dos EUA. (Foto: Geraldine Cook, Diálogo)

O Colégio de Comando e Estado-Maior (CGSC, em inglês) do Exército dos EUA incluiu líderes militares da Argentina e da Jamaica no Hall da Fama Internacional (IHOF, em inglês) no Centro Lewis and Clark, em Fort Leavenworth, Kansas, no dia 4 de abril de 2019. O General de Exército da Argentina Bari del Valle Sosa, chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, e o General de Divisão da Força de Defesa da Jamaica (JDF, em inglês) Rocky R. Meade, chefe do Estado-Maior de Defesa, terão seus retratos expostos ao lado de 280 selecionados de 75 nações parceiras de todo o mundo. O General de Exército da Índia Bipin Rawat, chefe do Estado-Maior do Exército, também foi selecionado.

O General de Divisão da Força de Defesa da Jamaica Rocky R. Meade, chefe do Estado-Maior da Defesa, recebe seu prêmio das mãos do General de Brigada do Exército dos EUA Troy Galloway, reitor da Universidade do Exército e comandante adjunto do CGSC. (Foto: Geraldine Cook, Diálogo)

“O CGSC é uma instituição comprometida com a criação e o treinamento de futuros líderes”, disse o Gen Ex Sosa em seu discurso. “[O CGSC] é um lugar único para o intercâmbio de ideias, visões, experiências e diferentes culturas.”

“Quando chegamos aqui como oficiais de nível médio, não imaginamos que isso poderia ocorrer; viemos para dar o melhor de nós mesmos”, disse o Gen Div Meade. “O CGSC me proporcionou uma enorme experiência e este reconhecimento é uma grande honra.”

O CGSC, criado em 1881, forma oficiais militares  internacionais e dos EUA e membros de organizações interagenciais. O CGSC criou o IHOF em 1973 para proporcionar um meio prestigiado e visível de reconhecimento para os formandos internacionais que, através do mérito militar, conquistaram uma das mais altas posições em suas forças armadas ou um cargo equivalente no ranking de responsabilidade em uma organização militar multinacional, de acordo com os critérios de premiação do IHOF.

O Gen Ex Sosa e o Gen Div Meade receberam um certificado de honra da Ordem Militar das Guerras Mundiais, uma Organização do Serviço de Veteranos dos EUA criada para incentivar o patriotismo e a boa cidadania dos oficiais americanos. Além disso, a Fundação do CGSC outorgou aos empossados uma estatueta de águia e um Certificado Constituinte Perpétuo pelos seus destacados serviços militares.

Para ser nominado, um oficial deve ter se formado no CGSC e ter um posto militar de alta patente em seu país. O CGSC conta com aproximadamente 8.000 graduados internacionais; 15 são líderes das forças militares ou dos governos de seus países.

“Os empossados no Hall da Fama Internacional representam o pináculo absoluto da realização profissional como líderes militares seniores. Seus respectivos esforços impulsionaram a prontidão das suas instituições militares, a segurança das suas nações e a estabilidade do nosso mundo”, disse o General de Brigada do Exército dos EUA Troy Galloway, reitor da Universidade do Exército e comandante adjunto do CGSC, durante a cerimônia de abertura. “Estou imensamente orgulhoso dos elos criados aqui e das parcerias duradouras construídas entre as nossas nações. Os líderes que empossamos hoje representam as melhores tradições do CGSC.” 

Uma carreira de destaque no Exército da Argentina

O General de Exército da Argentina Bari del Valle Sosa, chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, faz um discurso em uma cerimônia de indução no Hall da Fama Internacional do CGSC. (Foto: Geraldine Cook, Diálogo)

O Gen Ex Sosa é o terceiro oficial argentino a receber essa honraria militar. Ele iniciou sua carreira militar como 2º tenente de Infantaria do Colégio Militar Nacional do Exército em El Palomar, Buenos Aires, em 1978. Em 1995, começou a fazer o Curso de Oficiais do CGSC, tornando-se o primeiro formando de 1995 a ser empossado.

Ele ocupou diversos cargos durante a sua carreira militar, inclusive de oficial executivo do Estado-Maior do Exército, diretor adjunto da Academia de Suboficiais Sargento Cabral e comandante adjunto da Força de Manutenção da Paz no Chipre, entre outros. O Gen Ex Sosa foi nomeado chefe do Estado-Maior das Forças Armadas da Argentina no dia 18 de janeiro de 2016.

“Eu dou muito valor a esse ambiente internacional como o motor para promover os conhecimentos, os elos e a expertise profissional. “É aqui onde temos a nossa melhor ferramenta de comando face aos novos desafios dos nossos tempos”, disse o Gen Ex Sosa. “Serei eternamente grato ao CGSC, aos seus instrutores e à Turma de 1995.”

O Gen Bda Galloway reconheceu os esforços de cooperação e benefícios mútuos do Gen Ex Sosa com os Estados Unidos. “A liderança do Gen Ex Sosa demonstra que a Argentina é um parceiro forte e confiável na manutenção da paz e da segurança do hemisfério ocidental.”

Prestígio militar da Jamaica

O Gen Div Meade entrou para a JDF em 1984 e se formou na Turma de 2003 do CGSC. Ele é o segundo oficial jamaicano empossado no IHOF. Na ocasião da sua nomeação como chefe do Estado-Maior da Defesa, em dezembro de 2016, ele havia implementado diversas iniciativas militares na JDF, incluindo um Museu Militar Jamaicano, o Programa de Segurança de Voo, o Laboratório de Idiomas da JDF e o Instituto Técnico de Treinamento da JDF. Desde então, ele incrementou as equipes, os recursos e a infraestrutura da JDF, incluindo o Corpo Nacional de Serviço da Jamaica, o Regimento Jamaicano, a Reserva Nacional da Jamaica e o Comando Marítimo, Aéreo e Cibernético.

“Minhas experiências durante quase um ano no CGSC foram fundamentais e me permitiram desenvolver mais efetivamente e liderar uma força estratégica na Jamaica”, disse o Gen Div Meade. “Agora estou implementando a tese, que escrevi quando estava aqui, no processo de transformação da força.”

“A liderança do Gen Div Meade é indispensável para a modernização da JDF”, disse o Gen Bda Galloway. “A Jamaica se orgulha de ser o primeiro país a participar do Programa de Parceria Estatal da Guarda Nacional dos EUA, que agora conta com 81 nações participantes. [A JDF] mantém com orgulho a sua parceria com a Guarda Nacional do Distrito de Columbia.

Antes do encerramento da cerimônia, o Gen Ex Sosa e o Gen Div Meade, na companhia das suas famílias e de líderes do CGSC, viram seus retratos expostos no IHOF. “Cada um [de vocês] se destacou no serviço à sua pátria e por ascenderem ao mais alto cargo na liderança militar em suas respectivas instituições militares”, concluiu o Gen Bda Galloway.

Compartilhar:
Comente:
Gosta dessa história? Sim 11
Carregando conversa