Estados Unidos entregam assistência humanitária suplementar para venezuelanos em Cúcuta, Colômbia

Três aviões C-17 Globemaster III da Força Aérea dos EUA transportaram uma carga de ajuda humanitária a Cúcuta, para sua distribuição na Venezuela.
Porta-voz assistente Robert Palladino, Departamento de Estado dos EUA | 19 fevereiro 2019

Resposta Rápida

Um dos três aviões C-17 Globemaster III da Força Aérea dos EUA leva ajuda humanitária da Base de Reserva Aérea de Homestead, na Flórida, para Cúcuta, Colômbia, no dia 16 de fevereiro de 2019. A função das Forças Armadas dos EUA durante esta missão pacífica é a de transportar a ajuda necessária urgentemente à Colômbia, para distribuição aos venezuelanos afetados pela rápida deterioração da crise no seu país. (Foto: Segundo-Sargento Gregory Brook, Força Aérea dos EUA)

Os Estados Unidos respondem à solicitação do presidente interino Juan Guaidó para atender às necessidades urgentes dos venezuelanos. No dia 16 de fevereiro de 2019, o Departamento de Estado, a USAID e o Departamento de Defesa, em um esforço cooperativo, entregaram em Cúcuta, Colômbia, os suprimentos prontos para distribuição na Venezuela.

Essa resposta governamental é uma demonstração do compromisso dos EUA com o povo venezuelano.

Três aviões C-17 Globemaster III transportaram uma carga de ajuda humanitária a Cúcuta, Colômbia, no dia 16 de fevereiro de 2019, para sua distribuição na Venezuela. A missão humanitária ressalta o compromisso e a prontidão inabaláveis dos Estados Unidos para responder à crise política, econômica e humanitária criada pelo homem na Venezuela. (Foto: Segundo-Sargento Gregory Brook, Força Aérea dos EUA)

Autoridades do Departamento de Estado e da USAID estavam no voo de assistência humanitária que partiu de Miami no dia 16 de fevereiro. Em Cúcuta, representantes da USAID, do Departamento de Estado dos EUA, autoridades colombianas e representantes do presidente interino da Venezuela Guaidó receberam os suprimentos para reforçar a ajuda já pré-existente no primeiro centro de assistência humanitária internacional do governante interino Guaidó. Trabalhando em coordenação próxima com o governo da Colômbia e representantes do presidente Guaidó, essa ajuda atenderá às necessidades prementes das populações mais vulneráveis da Venezuela.

Essa missão humanitária demonstra o firme compromisso dos Estados Unidos e sua rapidez para responder à crise política, econômica e humanitária causada pelo homem na Venezuela. Essa assistência humanitária precisa de permissão para entrar na Venezuela e chegar às pessoas que tanto a necessitam.

A secretária adjunta principal de Estado para Assuntos do Hemisfério Ocidental Julie Chung representará o Departamento de Estado dos EUA.

Compartilhar:
Comente:
Gosta dessa história? Sim 117
Carregando conversa