Panamá impõe multa de US$ 1 milhão a navio norte-coreano

WMI | 27 setembro 2013

COLÓN, Panamá – A Autoridade do Canal do Panamá anunciou em 26 de setembro que estipulou uma multa de US$ 1 milhão ao cargueiro da Coreia do Norte apreendido em junho com um carregamento não declarado de armas cubanas.

O administrador do canal, Jorge Quijano, disse que o navio foi sancionado porque colocou o canal e sua equipe em risco.

A multa foi enviada ao capitão e aos donos do cargueiro, disse Quijano, lembrando que o barco está impedido de zarpar até que eles paguem pelo menos dois terços da quantia.

Segundo Quijano, a multa poderia ser alterada dependendo da resposta dos proprietários do barco.

No mês passado, o governo panamenho disse que um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) havia apontado que a carga violava sanções da ONU contra a transferência de armas ao governo comunista da Coreia do Norte.

O navio, chamado de Chong Chon Gang, foi interceptado em 10 de julho quando tentava entrar no Canal do Panamá sob suspeita de transportar drogas.

Mas as autoridades encontraram 25 contêineres de equipamento militar, incluindo dois caças MiG-21, sistemas de defesa aérea, mísseis e veículos de comando e controle.

Autoridades cubanas e norte-coreanas disseram que eram armas de Cuba que seriam transportadas à Coreia do Norte para reparos com base em um contrato legítimo.

Os aliados comunistas não explicaram por que os itens estavam enterrados sob mais de 200.000 sacos de açúcar dentro do navio.

Os 35 tripulantes da embarcação estão detidos em uma antiga base militar dos EUA no Panamá, acusados de tráfico de armas. Se condenados, podem pegar até 12 anos de prisão.

[AFP (Panamá), 27/09/2013; Reuters (Panamá), 27/09/2013]

Compartilhar:
Comente:
Gosta dessa história? Sim 57
Carregando conversa