OTAN considera um sucesso a luta contra o narcotráfico no Afeganistão

A luta contra o narcotráfico no Afeganistão é um sucesso graças às “incríveis” apreensões efetuadas em 2011, disse em entrevista coletiva Carsten Jacobson, porta-voz da Força Internacional de Assistência para a Segurança (ISAF), coalizão militar estrangeira dirigida pela OTAN.
WRITER-ID | 6 de jan de 2012

A luta contra o narcotráfico no Afeganistão é um sucesso graças às “incríveis” apreensões efetuadas em 2011, disse em entrevista coletiva Carsten Jacobson, porta-voz da Força Internacional de Assistência para a Segurança (ISAF), coalizão militar estrangeira dirigida pela OTAN.

“O tráfico de entorpecentes tem sido um fator chave para o financiamento dos insurgentes, mas essa fonte de recursos está diminuindo”, afirmou Jacobson.

As apreensões de ópio aumentaram 13 por cento e as de haxixe 59 por cento, enquanto as de maconha e morfina se multiplicaram por 12 e 10 respectivamente, segundo estatísticas da ISAF.

“As operações antidrogas atrapalham o poder dos insurgentes de transformar o ópio em heroína”, afirmou o porta-voz da ISAF.

Não obstante, o Escritório das Nações Unidas sobre Droga e Crime (UNODC) informou, em outubro de 2011, que a produção de ópio no Afeganistão havia aumentado significativamente em 2011 em relação a 2010, quando o plantio foi atingido por uma praga.

Para este ano, o UNODC estima que a produção potencial atinja 5.800 toneladas, em comparação às 3.600 toneladas do ano passado.

Depois do pequeno recuo de 2010, o Afeganistão deverá voltar a produzir 90 por cento do ópio mundial, segundo o UNODC.

Compartilhar:
Comente:
Gosta dessa história? Sim 7
Carregando conversa