Equipe médica do MEDRETE do Novos Horizontes 2019 atende 9.575 pacientes guianeses

A equipe do Exercício de Treinamento de Prontidão Médica (MEDRETE, em inglês), que faz parte do exercício Novos Horizontes 2019, atendeu seu último paciente no dia 12 de julho, em Linden, Guiana, no Centro de Expedição e Conferências Egbert Benjamin.
Comando Sul dos EUA | 22 agosto 2019

Capacitação e Desenvolvimento

O Coronel da Força Aérea dos EUA Christopher McNulty, cirurgião geral lotado na 12ª Força Aérea das Forças Aéreas Sul, conversa com um paciente em um Exercício de Treinamento de Prontidão Médica, durante o Novos Horizontes 2019, em Linden, Guiana, no dia 2 de julho de 2019. (Foto: Cabo da Força Aérea dos EUA Derek Seifert)

O MEDRETE prestou serviços em medicina de família, saúde da mulher, odontologia, veterinária, dermatologia, optometria, fisioterapia, nutrição e pediatria à comunidade guianesa.

“Em um Exercício de Treinamento de Prontidão Médica, um grupo predeterminado de médicos, enfermeiros, técnicos e farmacêuticos se reúnem para treinar para os destacamentos em situações de contingência”, disse a Tenente-Coronel da Força Aérea dos EUA Meredith Sarda, oficial encarregada do exercício de treinamento médico, que pertence à Base da Força Aérea Vandenberg. “Estamos aqui para aprender como instalar um hospital e cuidar dos pacientes durante contingências mundiais, tais como furacões ou tsunamis.”

Durante as duas semanas do exercício de treinamento, o pessoal médico do Novos Horizontes trabalhou junto com as equipes médicas da nação parceira e organizações não governamentais e em conjunto atenderam um total de 9.575 pacientes.

O total de pacientes que cada setor médico atendeu foi: 1.211 em clínica geral, 666 em odontologia, 372 em pediatria, 1.430 em optometria, 158 em fisioterapia, 391 em nutrição, 326 em saúde da mulher, 467 em dermatologia, 3.826 em farmácia e 725 em veterinária.

Segundo a Ten Cel Sarda, os MEDRETEs proporcionam às equipes médicas militares dos EUA a oportunidade de avaliar e tratar enfermidades e patologias incomuns que normalmente não são encontradas nos EUA.

Um técnico em odontologia da Força Aérea dos EUA examina um paciente guianês em um Exercício de Treinamento de Prontidão Médica, durante o Novos Horizontes 2019, em Linden, Guiana, no dia 2 de julho de 2019. (Foto: Cabo da Força Aérea dos EUA Derek Seifert)

“Podemos ver casos que não temos a oportunidade de ver nos Estados Unidos”, disse a Ten Cel Sarda. “Trata-se de doenças que não foram tratadas de nenhuma maneira na Guiana, mas que nos EUA são detectadas nos estágios iniciais e encaminhadas a especialistas que previnem suas manifestações.”

O presidente da Guiana David A. Granger também reconheceu o impacto do Novos Horizontes. Durante a comemoração do dia 4 de julho (243º aniversário da independência dos EUA) na Embaixada dos EUA, o presidente Granger mencionou a importância que tiveram as edições anteriores e a atual do exercício Novos Horizontes para os guianeses.

“A Guiana continua a se beneficiar com a série de projetos do Novos Horizontes do Comando Sul dos EUA, que começou há 15 anos”, disse Granger. “O projeto atual contribuiu para a saúde e os sistemas de educação pública da Guiana, com a construção de consultórios, centros comunitários, escolas e a organização de serviços médicos ambulatórios. Tudo isso promove a paz e a estabilidade e aumenta o desenvolvimento da infraestrutura social, que é tão necessária para melhorar a qualidade de vida do cidadão.”

Esse MEDRETE delegou tarefas às equipes médicas da Força Aérea e do Exército dos EUA, para que fossem destacadas em um ambiente único e desafiador, onde ultrapassaram os objetivos de treinamento médico expedicionário e demonstraram sua capacidade para prestar assistência humanitária em conjunto com os parceiros da nação anfitriã e com as organizações não governamentais.

O Novos Horizontes é um exercício anual humanitário e de treinamento do Comando Sul dos EUA, liderado pela 12ª Força Aérea das Forças Aéreas Sul em diversos países da América Latina e do Caribe. Esta foi a terceira vez que o exercício Novos Horizontes foi realizado na Guiana; as edições anteriores foram efetuadas em 2004 e 2009. Na edição atual na Guiana, os militares dos EUA também trabalharam lado a lado com o povo guianês e construíram três centros comunitários e um abrigo para mulheres.

Compartilhar:
Comente:
Gosta dessa história? Sim 5
Carregando conversa