Novo almirante de esquadra assume liderança do Comando Sul dos EUA

O Almirante de Esquadra da Marinha dos EUA Kurt W. Tidd foi comandante do Comando Sul dos EUA desde janeiro de 2016.
Carla Babb, Voz de América | 27 novembro 2018

O secretário de Defesa Jim Mattis (à esq.), o Almirante de Esquadra da Marinha dos EUA Kurt W. Tidd (no centro, à esq.) e o Almirante de Esquadra da Marinha dos EUA Craig Faller (no centro, à dir.) estão perfilados durante a cerimônia de troca de comando na sede do Comando Sul dos EUA, no dia 26 de novembro de 2018, em Doral , Flórida. (Foto: Voz da América)

O Almirante de Esquadra da Marinha dos EUA Craig Faller assumiu a liderança do Comando Sul dos EUA, que supervisiona as operações militares na América Latina e no Caribe.

Em seu discurso na cerimônia de troca de comando no dia 26 de novembro de 2018, em Miami, Flórida, o Alte Esq Faller disse que “como bons vizinhos”, todas as nações das Américas “se beneficiam com uma forte vigilância da vizinhança”.

O oficial disse que as ameaças na região eram tanto “reais quanto iminentes”, desde a guerra pelo poder até o extremismo violento.

O Alte Esq Faller assumiu o comando das mãos do Almirante de Esquadra da Marinha dos EUA Kurt W. Tidd, que liderou o Comando Sul dos EUA desde janeiro de 2016.

O Alte Esq Tidd disse que o Comando Sul dos EUA deve continuar a combater as ameaças dos “partidos socialistas falidos”, dos “líderes incompetentes” e dos grupos criminosos ilegais que atuam como “impulsores da migração”.

O Almirante de Esquadra da Marinha dos EUA Craig S. Faller assumiu o posto de comandante do Comando Sul dos EUA das mãos do Almirante de Esquadra da Marinha dos EUA Kurt W. Tidd durante a cerimônia de troca de comando, no dia 26 de novembro de 2018, em Doral, Flórida. (Foto: Comando Sul dos EUA)

O oficial advertiu que as redes terroristas iranianas queriam crescer na região, enquanto a Rússia também tentava expandir sua influência nas Américas.

“Nós não podemos agir como espectadores de um destino que outras forças se propõem a ditar”, disse o Alte Esq Tidd.

O secretário de Defesa dos EUA Jim Mattis, que conduziu a cerimônia, encarregou o Alte Esq Faller de manter os fortes laços com as nações parceiras da região.

Mattis elogiou o “respeito mútuo, o trabalho de equipe e as relações militares estáveis”, que os EUA compartilham com seus parceiros da região, e criticou a “liderança irresponsável de Cuba, Nicarágua e Venezuela”.

“Existem mais fatores que nos unem do que os que nos separam nesse hemisfério”, disse Mattis.

Antes de assumir esse cargo, o Alte Esq Faller foi o auxiliar militar sênior de Mattis no Pentágono.

Compartilhar:
Comente:
Gosta dessa história? Sim 3
Carregando conversa